Futebol

Muricy cita autenticidade de Juvenal e crava: “Falta isso no futebol”

São Paulo , SP
09/12/2015 11:41:25 — 09/12/2015 11:47:44

Em: Bastidores, Futebol, Notícias, São Paulo
Muricy trabalhou com Juvenal durante tricampeonato brasileiro no Tricolor (Foto:Acervo/Gazeta Press)
Muricy trabalhou com Juvenal durante tricampeonato brasileiro no Tricolor (Foto:Acervo/Gazeta Press)

Respondendo a Juvenal Juvêncio entre 2006 e 2009, época que conquistou o tricampeonato brasileiro na primeira passagem pelo São Paulo, Muricy Ramalho nem teve tempo de se despedir do dirigente que acabou como amigo. Nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, o treinador recém-anunciado pelo Flamengo recebeu a notícia da morte do ex-presidente tricolor e lamentou o ocorrido.

Com elogios à forma autêntica de Juvenal de encarar o futebol, sem frases feitas e lugares comuns que tornam cada vez mais burocrático o proclamado futebol moderno, Muricy Ramalho reforçou que uma figura como a dele fará falta. Sofrendo de câncer de próstata, o ex-presidente do São Paulo teve piora significativa nos últimos meses e estava internado no Hospital Sírio Libanês quando faleceu, aos 83 anos.

“Convivi muito tempo com ele. Um cara trabalhador, vitorioso. Sempre foi parceiro comigo, falava o que tinha que falar diretamente, muito parecido com o que eu penso da vida. Ele fez muito pelo São Paulo e trabalhou demais”, disse em entrevista à ESPN Brasil.

“Às vezes tem gente que exagera no futebol em relação a falar bonito e não resolve na prática. O Juvenal era totalmente diferente disso. Falava na cara, mesmo que fosse uma coisa que não ia gostar. Era um cara muito autêntico. Falta isso na vida e no futebol”, prosseguiu o técnico.

A estreita relação entre o técnico e o presidente foi esclarecida, inclusive, por João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol à época do tricampeonato. “O Muricy tinha muito respeito pelo Juvenal. Um diálogo aberto ao ponto dos dois discutirem contratação de jogadores, escalação, não que o Juvenal opinasse, mas queria tudo explicadinho”, contou em entrevista à rádio Bradesco Esportes.

Presidente do São Paulo em dois mandatos – entre 1988 e 1990, e de 2006 a 2014 -, Juvenal Juvêncio foi o segundo presidente mais vitorioso da história do clube. Sob sua batuta, foi conquistado o tricampeonato brasileiro (2006,2007 e 2008), a Copa Sul-Americana (2012) e o Campeonato Paulista de 1989. O ex-mandatário só ficou atrás de José Eduardo Mesquita Pimenta, vencedor de dez títulos nos anos de 1990.