Tênis/Fed Cup

Muguruza mostra confiança antes de enfrentar tricampeãs da Fed Cup

São Paulo , SP
09/02/2017 10:06:10

Em: Mais Esportes, Notícias, Tênis

De volta ao grupo de elite da Fed Cup, a tenista Garbiñe Muguruza está confiante que sua equipe pode vencer a competição nesta temporada. E para isso, a espanhola e suas companheiras terão um teste de peso já nas quartas de final: enfrentar as atuais tricampeãs da República Tcheca. Mesmo com o duro confronto, Muguruza mantém a confiança sobre a Espanha.

“Creio que a Espanha pode ganhar a Fed Cup. Temos rivais muito difíceis na República Tcheca, mas esperamos poder fazer frente a elas e ganhar”, afirmou a tenista número sete do ranking da WTA. As equipes se enfrentam neste fim de semana em Ostrava, na República Tcheca.

srdjan-stevanovic
Muguruza novamente será a principal jogadora da Espanha na Fed Cup (Foto: Srdjan Stevanovic/Fed Cup)

Para avançar no torneio, Muguruza, Lara Arruabarrena, Sara Sorribes Tormo e Maria José Martinez terão de vencer um conjunto complicado da República Tcheca, formado por Karolina Pliskova, Barbora Strycova, Lucie Safarova e Katerina Siniakova.

Campeã de Roland Garros em 2016, Garbiñe chegou a ser a terceira no ranking da WTA, mas não conseguiu manter as boas atuações e, atualmente, aparece na sétima colocação. Arruabarrena é a 70ª na lista de simples, enquanto Sorribes Tormo é a 110ª. Especialista em duplas, Martinez é a 36ª no ranking da modalidade e Arruabarrena, a 63ª.

Já pelo lado tcheco, todas as quatro integrantes aparecem no top 50 do mundo: Pliskova é a terceira, Strycova, a 17ª, Siniakova, 41ª, e Safarova, 47ª. Nas duplas, as tenistas do país também aparecem bem, com Safarova na segunda colocação, Strycova na 14ª, Pliskova na 15ª  e Siniakova, 30ª.

Além dos títulos em 2016 (sobre a França), 2015 (sobre a Rússia) e 2014 (sobre a Alemanha), a República Tcheca também foi campeã em 2012 (Sérvia) e 2011 (Rússia), tendo vencido cinco das últimas seis Fed Cups. O conjunto tcheco é o segundo país com mais títulos da competição, com 10 triunfos, ao lado da extinta Tchecoslováquia (país que deu origem à República Tcheca e à Eslováquia). O maior vencedor do torneio é o Estados Unidos, com 17 conquistas.