Gazeta Esportiva

Meia do Náutico parte para cima de árbitra após expulsão, mas clube é campeão nos pênaltis

São Paulo, SP

30/04/22 | 20:27

Apesar do título do Náutico diante do Retrô, a final do Campeonato Pernambucano ficou marcada por cenas lamentáveis neste sábado. Ainda no começo do jogo, o meia Jean Carlos partiu para cima da árbitra Deborah Cecilia após ser expulso e precisou ser contido.

Aos 19 minutos do primeiro tempo, o camisa 10 do Náutico atingiu Yuri Bigode com o cotovelo, fora do lance da bola. O VAR chamou a juíza e, aos 23 minutos, ela optou pelo cartão vermelho.

Quando recebeu a punição, Jean Carlos perdeu a cabeça e foi para cima de Deborah, precisando ser segurado por companheiros, adversários e membros da equipe de arbitragem. O atleta chegou a atingir o rosto do volante Gelson, do Retrô, enquanto era contido e foi encaminhado para o vestiário.

Com a bola rolando, mesmo com um a menos, o Náutico venceu por 1 a 0, com gol de Pedro Victor. O placar levou o jogo para as penalidades, aonde Lucas Perri, goleiro ex-São Paulo, brilhou, ao pegar duas cobranças e garantiu o título para o Timbu por 4 a 2.

Deixe seu comentário