Futebol/Copa Libertadores

Grêmio perde para a Católica e se complica na Libertadores

Do correspondente Cesar Esteves - Porto Alegre , RS
04/04/2019 21:04:17 — 04/04/2019 22:03:38

Em: Futebol, Grêmio, Libertadores, Notícias
Grêmio perdeu na Libertadores (Foto: Lucas Uebel/GFBPA)

O Grêmio foi derrotado nesta quinta-feira para a Universidad Católica por 1 a 0 no Estádio San Carlos de Apoquindo, pela terceira rodada do Grupo H da Libertadores. Numa péssima atuação, o Tricolor Gaúcho em nenhum momento se impôs e vê a sua classificação ameaçada. Saéz foi autor do único gol para os chilenos.

Com o resultado, o Grêmio segue na lanterna com um ponto. E a Universidad Católica está em segundo lugar com seis pontos e abriu cinco de vantagem para o time gaúcho.

Na próxima rodada o Grêmio recebe no dia 10, quarta, o Rosário Central, às 21h30 (de Brasília), na Arena. No mesmo dia e horário a Católica pega o Libertad no San Carlos de Apoquindo.

Pelo semifinal do Gaúcho, o Grêmio enfrenta neste domingo o São Luiz, às 16h (de Brasília), na Arena. O Tricolor Gaúcho joga por uma vitória simples. O empate com gols classifica o time de Ijuí e, caso o resultado da semana passada se repita, a decisão da vaga para a final será nas penalidades.

Jogo

Precisando vencer, o Grêmio começou pressionando os chilenos no seu campo de defesa. Já a Universidad Católica se posicionou defensivamente e especulou jogadas de contra-ataque.

Os donos da casa aos poucos estão se soltando para o ataque. Aos 17, Pinares dominou, girou e achou Magnasco, que cruzou para Saéz. O atacante mandou no canto direito sem chance para Paulo Victor. A equipe gremista não conseguiu se encontrar na partida. No contra-ataque, aos 19, a bola chegou em Pinares, que chutou por cima do gol.

Maicon e Luan são figuras apagadas em campo. Por pouco os mandantes não ampliaram, aos 31, Fuenzalida encontrou Puch dentro da área em um passe de costas. O atacante chutou, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Uma atuação irreconhecível do Grêmio que não conseguiu se impor diante da Universidad Católica. Já os chilenos estão bem organizados em campo e sequer permitem chegadas do setor ofensivo gremista.

Em busca de reação, o Tricolor Gaúcho voltou mais decidido a tentar o empate. Mesmo com mais posse de bola, o Grêmio tem dificuldade de infiltrar na área da Católica. Sem inspiração, Everton parou na marcação dos chilenos.

Apesar de ter avançado as suas linhas, os comandados de Renato Gaúcho pecaram no último passe e nas finalizações. Na tentativa de mudar o panorama do jogo entrou André na vaga de Luan. A outra modificação foi a saída de Diego Tardelli – entrou Jean Pyerre. Finalmente, aos 20, o Grêmio criou a sua primeira oportunidade quando André encontrou Cortez dentro da área. O lateral-esquerdo soltou uma bomba, mas Dituro fez grande defesa.

Por outro lado, a Universidad Católica recuou todo e apostou nas jogadas de velocidade. As mudanças realizadas pelo treinador gremista fizeram o time melhorar um pouco, porém insuficiente. Na sequência os visitantes começaram a deixar espaços e quase os chilenos ampliaram. Aos 31, Cornejo fez jogada pela esquerda, driblou Maicon e cruzou na cabeça de Sáez que mandou por cima do gol de Paulo Victor.

Apesar do esforço o Grêmio não teve condições de suplantar a bem organizada Universidad Católica. Com o revés, o Tricolor Gaúcho se complicou na competição. Nas poucas vezes em que chegou ao ataque, os chilenos levaram perigo, como ocorreu aos 44, após escanteio da esquerda, Riascos aproveitou falha de Michel e cabeceou sozinho. Paulo Victor pegou a bola no chão.

FICHA TÉCNICA
Universidad Católica 1 X 0 Grêmio

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, no Chile
Data: 04 de abril (quinta-feira)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Rodan-COL
Assistentes: John Leon-COL e Dionisio Ruiz-COL
Cartão amarelo: Magnasco, Cornejo, Aued (Universidad Católica), Pedro Geromel, Jean Pyerre (Grêmio)

Gol: Saéz (Universidad Católica), aos 17 minutos do primeiro tempo.

Universidad Católica: Dituro; Magnasco,Kuscevic, Huerta e Cornejo, Fuentes, Pinares, Aued, Fuenzalida, Saéz (Riascos) e Puch (Carlos Lobos).
Técnico: Gustavo Quinteros

Grêmio: Paulo Victor; Léo Gomes, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez, Michel, Maicon, Luan (André) e Montoya (Alisson), Everton e Diego Tardelli (Jean Pyerre).
Técnico: Renato Gaúcho