Bastidores

Danilo Garcia de Andrade, advogado de Najila Trindade, deixa o caso

São Paulo , SP
10/06/2019 22:59:46 — 10/06/2019 23:14:58

Em: Bastidores, Futebol, Notícias
Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Danilo Garcia de Andrade, advogado de Najila Trindade, mulher que acusa o jogador Neymar de estupro, afirmou que abandonou o caso na noite nesta segunda-feira. O anúncio foi feito em entrevista ao SBT, e a “idoneidade moral” teria motivado a renúncia do mandato advocatício por parte do advogado.

Ele chegou a afirmar, na tarde desta segunda-feira, que deixaria o caso se Najila Trindade não apresentasse as provas até meia noite. O anúncio, porém, veio antes deste horário.

Em entrevista ao repórter Roberto Cabrini, veiculada na noite desta segunda, Danilo Garcia de Andrade afirmou: “Estou anunciando oficialmente nessa entrevista que devo me retirar do processo. Não sou mais advogado de Najila”.

Ainda segundo o advogado, Najila teria rastreado o tablet e afirmado que o aparelho encontrava-se na avenida do escritório de Danilo. Segundo ele, a modelo teria o acusado de ter planejado a invasão em seu apartamento.

“Houve um incidente de um eventual arrombamento ao apartamento dela. Nesse incidente, ela alega que haveria um tablet. Ela diz que pegou uma marcação de rastreamento desse tablet, e que ele estaria na avenida do meu escritório. Ela foi muito enfática, e um cliente não pode colocar a idoneidade de um advogado (em dúvida). Ainda mais um advogado que sai da delegacia carregando ela nos braços. A minha idoneidade moral está acima de qualquer valor”, afirmou.

Danilo é o terceiro advogado de Najila a abandonar o caso. Antes dele, José Edgard Bueno e Yasmin Pastore Abdalla também deixaram a defesa.

A modelo também foi procurada pela reportagem do SBT. Ao ser questionada sobre onde encontrava-se o tablet, ela espondeu:

“Eu queria muito saber. Invadiram meu apartamento assim quando as coisas deram confusão. Não sei (quem invadiu o apartamento), não posso acusar. Mas está nas mãos de Deus”.

Depois de ser questionada sobre fato de apenas digitais dela e de uma empregada terem sido encontradas na porta do apartamento, Najila chegou a afirmar ainda que a polícia estaria comprada.

“A polícia está comprada, né? Ou não? Ou eu estou louca?”, declarou a modelo.

O suposto vídeo seria um material importante na investigação, que, segundo a defesa de Najila, podeira conter provas contra Neymar. Apenas 66 segundos deste arquivo, porém, chegaram às mãos da investigação. O conteúdo original teria cerca de sete minutos, mas não foi entregue ao seu advogado