Cyborg está pronta para estreia no UFC: 'Só caio se eu dormir'

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba,PR

12-05-2016 14:55:04

O card principal do UFC 198, que acontece na noite deste sábado, na Arena do Atlético Paranaense, em Curitiba, marcará a estreia de Cris Cyborg no principal evento do MMA. A adversária será a norte-americana Leslie Smith que, fora dos ringues e octógonos, já é velha conhecida da lutadora. O confronto, aliás, teve até um episódio de troca de mensagens amistosas. Pelo menos até começar a luta.

“Entraram em contato comigo para fazer sparring dela. Quando me convidaram para fazer a luta, ela lembrou e me mandou mensagem dizendo que respeitava meu trabalho. Mas, quando chega lá (no octógono) a gente luta para valer”, contou a brasileira que, no entanto, garante que em Curitiba o fator casa está a seu favor. “Aqui é minha área, mas será uma luta muito boa”, acrescentou.

Mas, para quem pensa que sua entrada no UFC significa pensar obsessivamente na conquista do cinturão, a lutadora já deixou claro que quer mesmo é fazer a vontade dos fãs que clamam por um duelo contra Ronda Rousey. Desta vez, porém, as declarações foram de respeito à rival. “Sobre a Ronda, o pessoal esquece do que ela fez por três anos. Ela não é minha inimiga. Mas quero muito encontrá-la no cage”, garantiu.

Leslie Smith mostrou simpatia, mas terá quase 40 mil pessoas contra, no sábado (Foto:Luiz Fagundes)
Leslie Smith mostrou simpatia, mas terá quase 40 mil pessoas contra, no sábado (Foto:Luiz Fagundes)

Se aproximando da véspera do encontro com sua torcida em Curitiba, Cyborg se diz preparada para tudo no octógono para não decepcionar, sem chance de se entregar. “Todos meus fãs que me acompanham desde o começo estão em Curitiba. Então foi um verdadeiro presente. Estou pronta para a guerra, treinei muito. Só caio se eu dormir”, projetou.

Ainda assim, a lutadora brasileira descarta qualquer favoritismo, mesmo que as arquibancadas digam o contrário, e prometeu muita superação para vencer as dificuldades e a adversária, por quem nutre respeito, especialmente por ter topado a luta. “Luta é luta, tem que estar preparada. Sempre respeito minhas adversarias, mas vou dar o máximo pela vitória. Tem que acreditar, ter superação”, finalizou.

Deixe seu comentário