Bahia

Arena Condá | 19/07/2018

Futebol/ Campeonato Brasileiro da Série A

Chapecoense e Bahia empatam e continuam em má fase no Brasileirão

São Paulo , SP
19/07/2018 21:25:11 — 19/07/2018 21:50:46

Em: Bahia, Brasileiro Série A, Chapecoense, Futebol, Notícias
Chapecoense e Bahia pouco produziram na Arena Condá (Foto: Reprodução Twitter)

Vivendo uma situação parecida no Campeonato Brasileiro da Série A, Chapecoense e Bahia se enfrentaram nesta quinta, na Arena Condá, para tentar se afastar dos últimos colocados do principal torneio nacional. Em uma partida com poucas chances de gol, as duas equipes aproveitaram uma única oportunidade e empataram o jogo por 1 a 1, resultado ruim para os dois times que estão na parte de baixo da tabela.

O Jogo – Jogando em casa, a Chapecoense partiu pra cima logo no começo da partida, mostrando que iria coocar dificuldades para o Bahia. No entanto, foi a equipe comandada por Enderson Moreira que teve a primeira grande oportunidade. Aos 3 minutos, os visitantes conseguiram um bom contra-ataque pela direita e quase abriram o placar em chute de fora da área de Zé Rafael.

Após a chance criada pelo time baiano, o jogo ficou extremamente truncado, com as duas equipes fazendo muita falta e criando muito pouco nas raras vezes que chegavam ao ataque. Curiosamente, quem aparecia mais com ações ofensivas era o Bahia, que tocava a bola com mais facilidade e armava contra-ataques mais variados diante da segunda pior defesa do campeonato (ao lado do Atlético-MG, com 19 gols sofridos).

A primeira boa oportunidade dos donos da casa foi aos 19 minutos, quando o atacante Wellington Paulista conseguiu um bom cruzamento para Bruno Silva. No entanto, o jogador não conseguiu alcançar a bola, desperdiçando a chance de abrir o marcador na Arena Condá.

Durante todo o primeiro tempo, a equipe que mais propunha jogo e que ficava mais tempo no campo adversário era o Bahia. O ataque formado por Edigar Junio e Gilberto consegui incomodar a defesa catarinense e colocavam certo perigo ao gol defendido pelo goleiro Jandrei.

Aos 35 minutos, aconteceu o lance mais emblemático da primeira etapa. Após bom passe pela ponta esquerda, Gilberto driblou o defensor e obrigou Jandrei a intervir no lance. Para evitar um choque maior, o camisa 9 saltou, o que foi interpretado pelo árbitro como situação normal de jogo

Na volta do intervalo, as duas equipes continuaram da mesma maneira que estiveram durante toda a primeira etapa. O Bahia tinha mais posse de bola e aparecia mais para o ataque, enquanto que a Chapecoense, mesmo postada para o contra-ataque, não conseguia criar e tinha alguns momentos de perigo na sua defesa.

O lado esquerdo era o mais utilizado pelos visitantes, buscando jogadas de velocidade e intensidade. O lado direito da Chapecoense se mostrava mais frágil desde o início e o técnico Gilson Kleina não conseguia corrigir o problema. Porém, o comandante do time catarinense não ficou parado e mudou o ataque, tirando Bruno Silva para colocar Osman, na tentativa de aumentar, um pouco que fosse, a produtividade do ataque dos donos da casa.

O primeiro gol do jogo aconteceu faltando menos de 15 minutos para o fim. Aos 32 minutos, Elton chegou até à linha de fundo, se livrou do marcador catarinense e conseguiu ótimo cruzamento na área para Gilberto, que subiu mais alto que todos e cabeceou forte para o gol defendido por Jandrei.

No entanto, mal deu tempo para os visitantes comemorarem, já que a Chapecoense empatou aos 39 minutos. Eduardo fez belo cruzamento na área e o atacante Osman conseguiu acertar um belo chute de primeira para igualar o marcador na Arena Condá.

 

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 x 1 BAHIA

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 19 de julho de 2017, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartões amarelos:
  Luiz Otávio (Chapecoense), Tiago, Flávio (Bahia)
Público: 7.534 torcedores
Renda: R$ 156.310
Gols: Chapecoense: Osman aos 39 minutos do segundo tempo; BAHIA: Gilberto aos 32 minutos do segundo tempo

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo, Luiz Antonio e Canteros (Guilherme); Bruno Silva (Osman) e Wellington Paulista.
Técnico: Gilson Kleina

BAHIA: Anderson; Bruno (Flávio), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Zé Rafael, Vinícius; Edigar Junio (Élber) e Gilberto (Régis)
Técnico: Enderson Moreira