Mais esportes/Vôlei

Brasil enfrenta Bulgária em primeira partida em casa na Liga das Nações

São Paulo , SP
20/06/2019 17:45:05

Em: Notícias
Brasil está na vice-liderança da Liga das Nações, com apenas uma derrota em nove jogos (Divulgação/CBV)

O Brasil vive bom momento e está na segunda colocação geral da Liga das Nações, com oito vitórias em nove jogos disputados. Com essa confiança, a Seleção fará a sua estreia na competição nesta sexta-feira, contra a Bulgária, às 21h, em Cuiabá, no ginásio Aecim Tocantins.

Com 22 pontos, o Brasil está na vice-liderança, atrás apenas do Irã, que já tem 24 pontos. A única derrota brasileira no torneio foi para a Sérvia. Nas outras partidas, venceu Estados Unidos, Austrália, Polônia, Irã, Japão, Argentina, China e Portugal.

Após passar três semanas fora do país para a disputa de partidas pelo mundo, o oposto Wallace celebra o retorno para o Brasil e já projeta o apoio que imagina receber da torcida.

“Antes de mais nada, estar em Cuiabá significa jogar com a torcida a favor. Os torcedores nos apoiarem é essencial para a seleção brasileira e isso sempre acontece quando jogamos no Brasil. Ganhamos uma força a mais e vamos fazer de tudo para dar as três vitórias de presente porque eles merecem”, afirmou Wallace.

O ponteiro Lucarelli também destacou a importância de jogar em casa: “São três jogos com equipes que têm um potencial muito grande, vai ser um fim de semana difícil, mas a equipe está bem, confiante, vindo de uma sequência legal e espero que possamos dar um espetáculo para a torcida brasileira”, disse o jogador.

Com a recuperação completa dos levantadores Bruninho e Fernando Cachopa, o treinador Renan vive a expectativa de realizar uma avaliação ainda mais adequada nesta etapa.

“Durante cada fim de semana são três jogos difíceis e com muita viagem, então é importante ajustar o time nesta reta final. O Bruno agora terá mais espaço para jogar nessas partidas, mas o Cachopa está muito bem, está pronto. E na medida que for necessário fazer as mudanças, mas todos tiveram oportunidades de jogar”, analisou Renan.

Nesta etapa da competição, o treinador conta com os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Wallace, Alan e Rafael Araújo; os centrais Lucão, Maurício Souza, Isac e Flávio; os ponteiros Lucarelli, Leal, Douglas, Lucas Lóh e Maurício Borges, e os líberos Thales e Maique.