Futebol/Campeonato Carioca

Vasco sofre, mas estreia no Carioca com vitória contra o Madureira

Gazeta Press - São Paulo , SP
19/01/2019 19:11:49

Em: Campeonato Carioca, Futebol, Vasco

O Vasco da Gama saiu vencedor do duelo que abriu a primeira rodada do Campeonato Carioca, na tarde deste sábado. Pelo grupo B da Taça Guanabara, primeiro turno do Estadual do Rio, a equipe de São Januário venceu por 1 a 0 o Madureira, gol de Thiago Galhardo, no segundo tempo.

Com a vitória, o Vasco somou seus primeiros três pontos na competição, e volta a jogar na próxima quarta-feira, em São Januário. O adversário na segunda rodada será o Volta Redonda. Já o Madureira tentará a recuperação em visita à Portuguesa, no Luso-Brasileiro, também na quarta.

Vasco venceu na estreia do Campeonato Carioca (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Jogo 

O Vasco sofreu com a falta de ritmo e entrosamento na primeira partida oficial de 2019. Para piorar, o forte calor da zona norte do Rio de Janeiro e o campo pequeno e murado de Conselheiro Galvão, prejudicaram ainda mais o desempenho da equipe de São Januário.

Ainda sem sua força máxima à disposição, já que Bruno César e Maxi Lopez ainda não estão em condições físicas ideais, o técnico Alberto Valentim escalou uma equipe que ainda está longe da ideal.

O Vasco assumiu a iniciativa do jogo e teve a chance de abrir o placar logo aos três minutos. Após cruzamento de Danilo na área, a zaga corta para escanteio. Após a cobrança, a bola fica viva na área e sobra para Yan Sasse livre, mas o meia erra a conclusão e isola a bola.

O Madureira foi equilibrando o jogo e conseguiu criar algumns lances de perigo. O Vasco, por sua vez, errava muitos passes na saída de jogo. Aos 12, a torcida vascaína levou um susto quando Claudio Maradona cruzou rasteiro na pequena área, e Werley conseguiu afastar.

A resposta veio aos 19. Ribamar trabalhou na entrada da área pela esquerda e tocou em profundidade para a entrada de Marrony. Na linha da pequena área, o meia tentou o toque para o gol, mas o goleiro Jonathan saiu bem e fez a defesa.

O Madura cresceu no jogo teve sua melhor chance aos 23. Cruzamento da esquerda e Claudio Maradon entrou livre pelo meio da área e acertou cabeçada no travessão de Fernando Miguel. O Vasco voltou a mandar no jogo, e aos 38 chegou perto de abrir o placar. Falta que Danilo cobrou na área, a bola passou por todo mundo e quase chegou em Marrony no segundo pau.

Quatro minutos depois, ataque do Vasco pela direita, a zaga corta mal e a bola sobra para Ribamar na lateral da pequena área. O atacante gira e bate para o gol, mas Jonathan sai providencialmente e salva o Madureira.

As duas equipes voltam sem alterações para o segundo tempo, mas foi o Vasco quem mostrou mais atitude após o papo nos vestiários. Com a marcação mais avançada, os comandados de Alberto Valentim passaram a jogar mais no campo adversário.

Mais exposto aos contra-ataques, o Vasco levou um susto aos 7. Lançamento em velocidade para Claudio Maradona, que Fernando Miguel teve de agir rápido para se antecipar ao lance. Dois minutos depois, Danilo levantou na área em cobrança de falta e Ribamar cabeceou com perigo, por cima do travessão.

Aos 12, aconteceu o lance que mudou a história da partida. O zagueiro Marcelo Alves, que já havia recebido o cartão amarelo no primeiro tempo, deu uma entrada violenta em marrony e recebeu o segundo cartão, e na sequência, foi expulso de campo. Com a vantagem numérica em campo, o Vasco cresceu ainda mais em campo e o goleiro do Madureira passou a ser o destaque do jogo.

Aos 19, Danilo recebeu na esquerda, e levantou no segundo pau. Marrony cabeceou para o meio e achou Ribamar na entrada da pequena área. Na hora da conclusão, o atacante foi atrapalhado pelo zagueiro do Madura e a bola foi pela linha de fundo.

Valentim colocou Thiago Galhardo em campo na vaga de Dudu, e a estrela do jogador não demorou a brilhar. Aos 23, Raul fez jogada pela direita do ataque e rolou na área para Marrony, que quase se enrola mas consegue tocar para trás. No semi-círculo, Galhardo bateu de primeira, colocado e abriu o placar para o Vasco.

Aos 26, bela triangulação do Vasco pela esquerda, Danilo vai ao fundo e cruza a meia altura. No primeiro pau, Ribamar se antecipa mas a zaga pressiona e ele desperdiça mais uma tocando rente à trave. Na cobrança do escanteio, a bola é levantada na área e Marrony acerta belo cabeceio. Jonathan voa e faz grande defesa.

O Madureira respondeu em contra-ataque rápido pelo meio. Everton carregou até a entrada da área e acertou belo chute no travessão. A bola volta para a pequena área na direita, Cláudio Maradona tenta o toque para o meio mas Werley salva quase em cima da linha.

Aos 33, Danilo arrisca de fora da área e manda um balaço. Jonathan salva no susto. Na sequência, o Vasco volta com Galhardo, que lança Ribamar nas costas da zaga. O atacante entra livre na área, mas se atrapalha e permite a chegada de Jonathan, que salva mais uma.

Aos 39, o Vasco chegou a marcar o segundo após cobrança de falta de Danilo, que Werley tocou de cabeça. A Arbitragem apontou impedimento do zagueiro e anulou o lance.

FICHA TÉCNICA
MADUREIRA 0 X 1 VASCO

Local: Estádio Aniceto Moscoso, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de janeiro de 2019, sábado
Hora: 16h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Gilbert Faria Sisquim e Daniel do Espírito Santo Parro
Cartões Amarelos: Marcelo Alves (Madureira); Werley (Vasco)
Cartão Vermelho: Marcelo Alves (Madureira)
Gols:
VASCO: Thiago Galhardo, aos 23min do 2º tempo

MADUREIRA: Jonathan, Valdir, Ivan Cañete, Marcelo Alves e Felipe Saturnino; Levi, Everton e Rodrigo Dantas (Maicon Aquino); Claudio Maradona, Luciano Naninho e Welber (Júnior Lopes)
Técnico: Antonio Carlos Roy

VASCO: Fernando Miguel, Cáceres (Claudio Winck), Werley, Leandro Castán e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Yan Sasse, Dudu (Thiago Galhardo) e Marrony (Moresche); Ribamar
Técnico: Alberto Valentim




  • Ton Pita

    Se é estadual, o torneio deveria se chamar Campeonato Fluminense. A elite brasileira e a mídia sempre propagando a ignorância para dominar o povo com mais facilidade…