Futebol

Vasco se vê mais forte após amistosos durante a pausa para a Copa América

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
08/07/2019 14:45:17 — 08/07/2019 14:46:14

Em: Futebol, Notícias, Vasco
Valdívia (à dir.) foi um dos destaques do último amistoso, com dois gols marcados (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco foi um dos times que mais aproveitou o recesso das competições entre clubes, por conta da disputa da Copa América do Brasil, para disputar amistosos. O time derrotou o Rio Branco-ES por 2 a 0 no Espírito Santo, superou o Atlético-GO por 1 a 0 em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), e o Foz do Iguaçu por 3 a 1 no último sábado, no Paraná. Na visão dos jogadores, o excesso de partidas preparatórias deixa o time mais preparado para a sequência do Campeonato Brasileiro.

“O nosso pensamento é o de melhorar muito o nosso desempenho em relação ao que foi apresentado no primeiro semestre e estamos muito confiantes de que vamos conseguir atingir esta meta. Mas não vai ser nada tranquilo, pois a tendência é a competição exigir ainda mais da gente. O Campeonato Brasileiro é desgastante e por isso mesmo fizemos bem em aproveitarmos este período sem jogos para trabalharmos e colocarmos em prática aquilo que foi pedido pela comissão técnica. O nosso sentimento é de que aproveitamos bem o nosso trabalho”, analisou o meia Valdívia, que anotou dois gols diante do Foz do Iguaçu.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O lateral-direito Yago Pikachu segue a mesma linha de raciocínio. “Acredito que esses amistosos permitiram que a gente colocasse em prático aquilo que o técnico Vanderlei Luxemburgo espera de nós. Portanto, no meu modo de ver, estamos mais fortes e preparados para a sequência do Campeonato Brasileiro”, disse o jogador.

O próximo desafio do Vasco no Campeonato Brasileiro será o duelo com o Grêmio neste sábado, às 17h (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS), pela décima rodada da competição. A terça-feira será de trabalho em tempo integral em Foz do Iguaçu (PR), onde o time se prepara até o duelo com os gaúchos.