Futebol

Relembre números da campanha do Vasco em 2019

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
31/12/2019 10:00:35

Em: Brasileiro Série A, Fluminense, Futebol, Notícias, Vasco

CAMPEONATO CARIOCA: Boa campanha anima torcida

(Foto: Rafel Ribeiro/Vasco)

O Vasco iniciou o Campeonato Carioca como o menos badalado dos quatro grandes do Rio de Janeiro. Após o fim de 2018 ruim e uma série de contratações, os cruzmaltinos surpreenderam os adversários.

Na Taça Guanabara, os vascaínos fizeram campanha impecável e chegaram ao título após decisão polêmica. Na final, contra o Fluminense, a partida iniciou com portões fechados por uma ordem judicial dos tricolores por conta dos lados da torcida no Maracanã. No meio do jogo, os torcedores foram liberados e tiveram tempo de ver Danilo Barcelos marcar o gol do título.

Na Taça Rio, mesmo com campanha abaixo do primeiro turno, o Vasco novamente chegou na decisão. Os cruzmaltinos tiveram próximos do título, mas um gol no fim do Flamengo fez a decisão ir para os pênaltis, vencidos pelos rubro-negros.

Na última fase, o Vasco passou pelo Bangu e reencontrou o Flamengo na decisão. Diferente do confronto na Taça Rio, os rubro-negros foram superiores nos dois jogos e ficaram com a taça.

COPA DO BRASIL: Mais uma campanha apagada

O Vasco não fez uma boa campanha na Copa do Brasil. Logo na primeira fase, os cruzmaltinos passaram sufoco contra o Juazeirense-BA. O empate por 2 a 2 ligou o sinal de alerta no clube.

A segunda fase foi a mais tranquila. A vitória sobre o Serra-ES, no Espírito Santo, fez os cariocas avançarem na competição.

Na terceira Fase, o Vasco encarou o Avaí. Na partida de ida, em São Januário, uma vitória suada por 3 a 2 colocou em risco a classificação. No entanto, os vascaínos mostraram força e também venceram o duelo na Ressacada para chegar às oitavas de final.

Só que nas oitavas, o adversário foi o Santos, que vinha da Libertadores. A fraca atuação no duelo de ida, na Vila Belmiro foi determinante na eliminação da equipe. Os 2 a 0 fora de casa não foram revertidos em São Januário. Mesmo com o apoio da torcida, a vitória por 2 a 1 decretou a saída dos cariocas da competição.

CAMPEONATO BRASILEIRO: Altos e baixos marcaram o desempenho

(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco começou muito mal o Campeonato Brasileiro e ficou na zona de rebaixamento nas primeiras rodadas. Por isso, o técnico Alberto Valentim foi demitido e em seu lugar Vanderlei Luxemburgo foi contratado.

Sob desconfiança da torcida e imprensa, Luxemburgo conseguiu reerguer os cruzmaltinos durante a competição. O treinador inseriu o termo ‘confusão’ para determinar as últimas posições da Série A.

“O torcedor do Vasco verá que o time vai sair dessa zona da confusão”, falou em sua apresentação.

Após sua chegada, Luxemburgo entrou em polêmica com o principal jogador da equipe, o atacante Maxi López. O argentino não gostou de ficar fora de uma viagem e pediu a rescisão de contrato.

Quando parecia que o Vasco ficaria somente na disputa contra o rebaixamento, a equipe viu o jovem Talles Magno aparecer e passar a ser o destaque do elenco. Com boas atuações, os cruzmaltinos emplacaram uma série positiva e chegaram a ficar perto da zona de classificação da Libertadores.

Na parte final do Brasileiro, o Vasco oscilou e teve que se contentar com a vaga na Sul-Americana e um lugar no meio da tabela de classificação.

PERSPECTIVAS 2020: Pensamento é manter pés no chão

A grande adesão ao programa de sócio-torcedor, que passou de 32 para quase 185 mil, vai dar segurança a diretoria em relação ao pagamento dos salários para 2020. No entanto, a falta de recursos ainda é um problema no clube.

O presidente Alexandre Campello adiantou que a prioridade é o saneamento das dívidas do clube. A diretoria tem corrido para fazer acordos e evitar penhoras. Mesmo assim, os salários de elenco e funcionários seguem sem estar em dia até o fim deste ano.

Em sua apresentação, o técnico Abel Braga revelou que ouviu do mandatário a possibilidade de não receber em dia.

“Ele me disse: ‘Vou te pagar, mas não pense que vou te pagar em dia’. Se pagar em dia, vai ser uma surpresa legal. Se não pagar, eu já estou sabendo”, falou.

Mesmo sem mirar grandes contratações, o pensamento é manter o jovem Talles Magno. A chegada de um atacante e um lateral esquerdo estão entre as prioridades para 2020. Até o momento, somente especulações rondam São Januário e nenhum reforço foi anunciado.

NÚMEROS:

Jogos: 65
Vitórias: 30
Empates: 17
Derrotas: 18
Gols Pro: 79
Gols Contra: 67
Saldo de gols: +12
Artilheiros: Marrony (10), Yago Pikachu (10), Tiago Reis (6), Danilo Barcelos (5), Bruno César (4), Marcos Júnior (4), Maxi López (4), Ribamar (4), Rossi (4), Guarín (3), Lucas Mineiro (3), Leandro Castán (2), Raul (2), Ricardo Graça (2), Talles Magno (2), Thiago Galhardo (2), Valdívia (2), Yan Sasse (2), Andrey (1), Bruno Gomes (1), Dudu (1), Fellipe Bastos (1), Osvaldo Henriquez (1), contra (2)

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com




  • asdrubal silva

    Pelo que me parece esta matéria esta na pagina errada, aqui é a pagina do FLU.!!!