Gazeta Esportiva

Com dois de Alex Teixeira, Vasco vira no fim sobre o Operário-PR e segue no G4 da Série B

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

04/10/22 | 21:10 - 04/10/22 | 21:33

O Vasco acabou com a sequência de derrotas na Série B. Os cruzmaltinos bateram por 3 a 2 o Operário-PR, nesta terça-feira, em Ponta Grossa. Com o resultado, os cariocas chegaram a 52 pontos e seguem no G4. Já os paranaenses, com 32, continuam na zona de rebaixamento.

O Operário-PR foi melhor no primeiro tempo e abriu o placar com Reina. Na etapa final, o Vasco empatou com Bruno Tubarão. No entanto, os donos da casa voltaram a ficar à frente, com Paulo Victor. Nos minutos finais, os cariocas conseguiram a virada, com dois gols de com Alex Teixeira.

Na próxima rodada, o Vasco terá pela frente o Novorizontino, neste sábado, em São Januário. Já o Operário-PR encara a Chapecoense, no mesmo dia, na Arena Condá.

A disputa entre Operário-PR x Vasco

Primeiro tempo

A partida começou com as duas equipes buscando o ataque, mas sem levar perigo ao adversário. Só que na primeira chance, o Operário abriu o placar aos 14 minutos. Felipe Garcia cruzou para Reina apenas empurrar para a rede.

O revés fez o Vasco avançar com mais intensidade. Os cruzmaltinos quase empataram em seguida, com Raniel. No entanto, este foi único lance de perigo por parte dos visitantes, que erravam muito.

O Operário conseguia chegar ao ataque com facilidade aproveitando os erros do Vasco. Os donos da casa quase ampliaram aos 38 minutos. Após cobrança de escanteio, Giovani Pavani chutou, Thiago Rodrigues deu rebote e Figueiredo apareceu para salvar os cariocas.

Nos minutos finais, o Vasco ainda tentou esboçar uma pressão. Mais uma vez, os cruzmaltinos abusaram dos erros e sequer finalizaram. Assim, o Operário manteve a vantagem até o intervalo.


Segundo tempo

No segundo tempo, os cariocas voltaram com uma postura mais ofensiva e quase empataram aos quatro minutos. Andrey arriscou da entrada da área e obrigou o goleiro Simão a fazer boa defesa. A resposta do Operário veio em seguida, com Fernando Neto. Thiago Rodrigues fez a defesa sem dificuldade.

Mesmo sem qualidade, o Vasco voltou a assustar em chute de Eguinaldo, que parou em grande defesa de Simão. Só que na cobrança de escanteio, Bruno Tubarão pegou o rebote e acertou belo chute para empatar, aos 18 minutos.

O gol animou os cruzmaltinos, que quase viraram em seguida. Alex Teixeira entrou na área e tocou para Bruno Tubarão. No entanto, desta vez, o atacante errou o lavo e mandou pela linha de fundo. O Operário respondeu em cobrança de falta. Thiago Rodrigues dividiu com o atacante e viu Danilo Boza salvar os cariocas em cima da linha.

A partir dai, o Operário passou a dominar o jogo. De tanto insistir, os donos da casa marcara o segundo, aos 29 minutos. Thiago Rodrigues não fez a defesa e espalmou para frente. A bola chegou em Paulo Victor, que chutou no canto.

Somente após o novo revés, o Vasco voltou a avançar. Os cruzmaltinos conseguiram chegar ao gol aos 43 minutos, quando Alex Teixeira aproveitou cruzamento e mandou para a rede. Depois, aos 49, novamente Alex Teixeira recebeu passe de Gabriel Pec e marcou o terceiro para dar a vitória aos cariocas.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO-PR 2 X 3 VASCO-RJ

Local: Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)
Data: 04 de outubro de 2022 (terça-feira)
Horário: 19 horas (Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lúcio Beiersdorf Flor (RS)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP/VAR-Fifa)
Cartões amarelos: Simão (Operário-PR); Alex Teixeira, Bruno Tubarão e Léo Matos (Vasco)

GOLS

OPERÁRIO-PR: Reina, aos 14min do primeiro tempo; Paulo Victor, aos 29min do segundo tempo
VASCO: Bruno Tubarão, aos 18min do segundo tempo; Alex Teixeira, aos 43 e 49min do segundo tempo

OPERÁRIO-PR: Simão, Arnaldo, Dirceu, Reniê e Fabiano; Ricardinho (Rafael Chorão), Fernando Neto, Giovanni Pavani (Jnior Brandão) e Reina (Pablo); Paulo Victor (Lucas Mendes) e Felipe Garcia
Técnico: Matheus Costa

VASCO: Thiago Rodrigues, Léo Matos (Bruno Tubarão), Danilo Boza, Anderson Conceição e Edimar; Zé Gabriel (Marlon Gomes), Andrey Santos e Nenê (Alex Teixeira); Figueiredo, Raniel (Erick) e Eguinaldo (Gabriel Pec)
Técnico: Jorginho

Deixe seu comentário