Prandelli explica saída do Valencia: "Tinham prometido contratações"

São Paulo, SP

31-12-2016 13:16:30

O técnico Cesare Prandelli convocou uma coletiva de imprensa neste sábado para explicar os motivos que o levaram a pedir demissão do Valencia na última sexta-feira. Evitando polêmicas com a diretoria do clube, o treinador não abriu espaço para perguntas e realizou apenas um pronunciamento.

Cesare Prandelli afirmou que o motivo que o levou a pedir demissão foi o fato de a diretoria do Valencia não cumprir uma promessa de trazer novos reforços para o elenco nesta janela de transferências.

"Haviam me falado que trariam quatro jogadores. Mas, no dia 29, o plano se converteu em (Simone) Zaza ou um meio-campista. Poderia escolher somente um. Passamos de quatro para um. Eu queria o Zaza no dia 27, porém, para minha surpresa, quando cheguei de férias ele não estava lá", declarou.

O treinador ainda falou que a diretoria havia prometido fortalecer o time em janeiro e concentrar esforços em trazer o atacante Zaza. "Haviam me prometido fortalecer a equipe em janeiro após um encontro com (Peter) Lim - acionista majoritário da equipe - e comprar jogadores. Sobretudo em relação a Zaza, em quem havíamos concentrado todos os esforços.

O treinador lamentou que sua passagem tenha se encerrado no clube desta forma, com apenas três meses de trabalho. "Estou muito emocionado e triste. Quando se finaliza um sonho, se afloram todos os sentimentos", completou.

Cesare Prandelli deixa o comando do Valencia com um retrospecto de três vitórias, três empates e quatro derrotas, sendo dois dos triunfos na Copa do Rei. A situação da equipe no Campeonato Espanhol não é nada boa, já que ocupa a 17ª posição, com 12 pontos, e possui a mesma pontuação do Sporting Gijón, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

Deixe seu comentário