Futebol/Bastidores

Milton Cruz menciona pressão no presidente para deixar o Sport

São Paulo , SP
19/02/2019 16:28:58

Em: Bastidores, Notícias, Sport
Milton Cruz pediu demissão do Sport na segunda-feira (Foto: Divulgação/Sport)

Após pedir demissão do cargo de treinador do Sport, Milton Cruz fez um pronunciamento no Centro de Treinamento José de Andrade Médicis nesta terça-feira. Sem sequer abrir espaço para perguntas, ele apontou a pressão que o presidente Milton Bivar estava sofrendo para deixar o clube.

“Sei que a pressão estava muito grande em cima do presidente e de mim também. Tanto por parte de torcedores quanto por parte de dirigentes antigos. A gente sabia da pressão e como foi o presidente que me trouxe e sou amigo dele, conversamos e achamos melhor parar por aqui para ele seguir o caminho sem tanta pressão. Ele tem muita capacidade”, declarou.

Milton Cruz sai do Sport após apenas sete jogos, com quatro vitórias e três derrotas. O revés no clássico para o Santa Cruz e a eliminação diante da Tombense na Copa do Brasil pesaram na decisão do técnico em abrir mão do cargo na equipe.

“Um time não se monta da noite para o dia. Não faz nem dois meses (que cheguei). Foi um plantel quase todo refeito, muitos jogadores vieram. Foi pouco tempo e a gente ainda estava achando um esquema melhor para a equipe. Corinthians, São Paulo e Flamengo, que investiram muito mais, estão tendo dificuldades também”, justificou.

Por fim, o treinador afirmou que faltou paciência para os diretores, mas disse deixar o clube de cabeça erguida. “Faltou um pouco de paciência por parte da diretoria para que a gente pudesse trabalhar com mais tranquilidade. Sou agradecido por tudo que me foi prometido. A montagem do elenco e o salário em dia”, analisou.

“Saio de cabeça erguida para deixar o próximo treinador com meio caminho andado. O mais difícil foi feito, que foi a montagem do elenco. E tem jogadores que nem estrearam ainda”, finalizou.