Jogadores do Sport lamentam revés; Oswaldo de Oliveira defende Agenor

São Paulo, SP

18-09-2016 20:44:45

 

A derrota em casa por 1 a 0 para o Coritiba colocou o Sport em situação delicada na tabela do Campeonato Brasileiro. O Leão estacionou nos 30 pontos e, mesmo na 14ª posição, está perigosamente próximo da zona de rebaixamento, a apenas dois pontos do Figueirense, primeiro time do Z4. O resultado negativo incomodou os jogadores rubro-negros.

“Acho que a gente está jogando bem. O primeiro tempo foi assim, mas não estamos matando o jogo. Tomamos gol logo no começo do jogo e termina atrapalhando. Temos que corrigir os erros para voltar a conquistar os três pontos”, avaliou o atacante Rogério.

Apesar do mau momento recente, o Sport se apoia na sequência de jogos que restam no Brasileirão para buscar uma reação. Até o final do campeonato nacional ainda precisam ser realizados 12 partidas, o que representa 36 pontos em disputa.

“A gente sabe o que pode fazer ainda no campeonato. Temos que trabalhar. Campeonato Brasileiro é uma sequência grande de jogos. O último jogo terminamos jogando com um a menos quase o jogo todo. Mas é assim. Temos que trabalhar”, disse o volante Paulo Roberto.

Oswaldo defende Agenor e explica discussão com a torcida – O gol da vitória do Coritiba, marcado por Amaral aos 30 minutos do primeiro tempo, teve colaboração do goleiro Agenor, que saiu mal do gol e permitiu que o volante do Coxa desviasse para o fundo das redes. A torcida rubro-negra não poupou o arqueiro e Oswaldo de Oliveira saiu em defesa do seu atleta, contestando os torcedores.

“Quando gosto muito de um clube e me identifico com as pessoas, eu me exponho mais. Aquilo foi um momento que era muito difícil para nós. Se continuasse vaiando Agenor, possivelmente, levaria outro gol porque ele estava arrasado. Se alguém não tomasse uma atitude, isso poderia piorar. Essa atitude tinha que ser minha. Porque todo mundo falha”, declarou.

Deixe seu comentário