Tricolor se reapresenta de luto e com roda de oração por acidente da Chape

José Victor Ligero - São Paulo , SP
30/11/2016 11:47:40 — 30/11/2016 17:11:36

Em: Brasileiro Série A, Futebol, São Paulo
Antes do treino desta quarta, os jogadores do São Paulo fizeram uma corrente de oração por vítimas do acidente que vitimou 19 jogadores da Chapecoense (Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)
Antes do treino desta quarta, os jogadores do São Paulo fizeram uma corrente de oração por vítimas do acidente que vitimou 19 jogadores da Chapecoense (Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press)

O São Paulo se reapresentou na nublada manhã desta quarta-feira. No dia seguinte ao fatídico acidente com o avião da Chapecoense, na Colômbia, o CCT da Barra Funda amanheceu de luto pela morte de 71 pessoas, sendo 19 jogadores da agremiação catarinense.

As bandeiras do Brasil, do estado de São Paulo e do clube estão estendidas a meio mastro. O Tricolor decretou luto de três dias pela tragédia que vitimou, inclusive, o lateral direito Mateus Caramelo, atleta da equipe do Morumbi que estava emprestado à Chapecoense até o final do ano.

Antes do aquecimento, os jogadores fizeram uma corrente no meio de campo e oraram por cerca de um minuto em lembrança aos companheiros de profissão, jornalistas e tripulantes que faleceram no acidente ocorrido na madrugada de segunda para terça-feira, na cidade de La Unión, localizada a 50 km de Medellín, onde o time de Chapecó enfrentaria o Atlético Nacional, nesta quarta à noite, pela primeira final da Copa Sul-Americana.

O auxiliar Pintado, que exerce a função de técnico interino nesta reta final de temporada enquanto Rogério Ceni não assume a equipe, comandou um treino em campo reduzido, misturando titulares e reservas por aproximadamente uma hora. O goleiro Renan Ribeiro acompanhou as atividades com o braço engessado, já que foi submetido a uma cirurgia no dedo da mão esquerda na última segunda-feira em virtude de uma lesão ocorrida durante o duelo contra o Atlético-MG, no domingo.

Como era de se esperar, o semblante da maioria dos jogadores denunciou o abatimento pelo acidente aéreo, principalmente pelo fato de uma das vítimas ter feito parte do grupo, embora estivesse emprestado à Chapecoense. Nas últimas horas, Kelvin, Matheus Reis, Lyanco, Lucas Fernandes, Auro, Lucão e Jonathan Calleri usaram as redes sociais para homenagear Caramelo, que morreu aos 22 anos.

Na noite passada, o Tricolor publicou um texto em seu site oficial em tributo a Mário Sérgio e Cleber Santana, que passaram pelo clube, assim como Caramelo. O assunto entre os jornalistas, também consternados pelas más notícias, no CCT da Barra Funda, não foi outro senão as possíveis causas do acidente.

Com a vitória sobre o Galo, em Belo Horizonte, o São Paulo subiu da 13ª para a 11ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 49 pontos. O Tricolor, que ainda busca garantir uma vaga na próxima Copa Sul-Americana, se despede da temporada 2016 no próximo dia 11, contra o Santa Cruz, no Pacaembu.

Semana de folga

Após a atividade desta quarta-feira, jogadores, comissão técnica e diretoria se reuniram e decidiram interromper os treinos da semana. Sendo assim, o elenco se reapresentará somente na próxima terça-feira à tarde.

“Daremos a eles esses dias de folga. Não é o melhor, mas é o possível. Então eles se reapresentarão na terça, para um compromisso sério, contra o Santa Cruz, que pode permitir um calendário internacional para o São Paulo ano que vem. Então é isso para compensar esse adiamento dos jogos, e eventualmente no ano que vem, data Fifa, daremos mais uns três dias”, explicou o diretor executivo de futebol, Marco Aurélio Cunha, em entrevista coletiva concedida após o treino.




×
Quer receber notícias do São Paulo?