Torcedores sofrem queda em fosso do Morumbi após gol de Michel

São Paulo, SP

11-05-2016 23:42:14

Um acidente aconteceu no Morumbi após Michel Bastos abrir o placar de cabeça aos 34 minutos do segundo tempo no primeiro jogo entre São Paulo e Atlético-MG, válido pelas quartas de final da Copa Libertadores da América, na noite desta quarta-feira. Na comemoração, o meio-campista do Tricolor foi em direção a um camarote do setor inferior do estádio, onde torcedores comemoravam o tento que daria a vitória para a equipe da casa. No entanto, a grade de proteção não aguentou o contato das pessoas e 25 delas caíram no fosso.

De acordo com o clube, foram feitos 16 atendimentos pela equipe médica do São Paulo, que encaminhou sete feridos aos hospitais mais próximos do estádio, como o São Luiz e o Campo Limpo.  Apesar do susto, ninguém saiu gravemente ferido, sendo um torcedor com uma fratura no braço o caso que necessitou de maior atenção

Antes do reinício da partida, Paulo Henrique Ganso e Wesley chegaram a carregar uma torcedora até a ambulância, que chegou prontamente ao local do acidente. Muitos policiais também ajudaram no transporte das pessoas para atendimento. Um menino sofreu corte no rosto e foi acompanhado junto ao pai ao ambulatório médico.

Após cinco minutos de paralisação, o árbitro colombiano Wilmar Roldán autorizou o prosseguimento do confronto. Logo em seguida, outra ambulância chegou ao local em que a grade foi derrubada para atender torcedores.

"Na hora que siau o gol, o Wesley e o Michel (Bastos) correram na nossa direção. Quando eles chegaram, só consegui colocar o braço pra não cair de cara no chão", relatou o torcedor Luis Fernando Aguiar. "Vi duas pessoas sangrando, me assustei bastante", acrescentou o analista de TI, de 28 anos.

O vice-presidente de Comunicação do Tricolor, José Francisco Manssur, explicou o procedimento tomado pelo clube após o acidente. "Nosso ambulatório foi levado pra lá, Dr. Sanchez (médico do São Paulo) esteve aqui assim que eles chegaram com outros médicos e agora as ambulâncias estão levando as pessoas para os hospitais, acompanhadas de gente do São Paulo", contou.

O médico do São Paulo, Dr. José Sanchez, ajudou no atendimento aos feridos no Morumbi (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
O médico do São Paulo, Dr. José Sanchez, ajudou no atendimento aos feridos no Morumbi (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

"Conversei com a responsável pelo ambulatório, as lesões não representam risco de vida. são lesões de fraturas, cortes, estão sendo prontamente atendidos. O São Paulo está dando toda a assistência, com seus funcionários, seus dirigentes que estão acompanhando as pessoas em cada um dos hospitais, de acordo com o convênio. Neste momento, o São Paulo está dando 100% de atenção para as pessoas que se machucaram", acrescentou o dirigente, indicando as futuras medidas que o clube tomará para apurar as causas do acidente.

"Precisamos fazer uma apuração pra saber quantos ingressos eles requisitaram e quantas pessoas estavam lá. O cercado da área está aí já há uns dois anos, ele é forte o suficiente pra ter resistido durante esse tempo todo, agora no momento do gol com um grande número de pessoas naquela área, a gente precisa verificar o que realmente causou. Qualquer cercado aguentaria? Não sei. Agora a gente tem que cuidar das pessoas e as verificações técnicas serão feitas a partir de amanhã (quinta-feira)", concluiu.

O jogo terminou com o triunfo da equipe paulista por 1 a 0. A decisão acontecerá na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Independência, em Belo Horizonte. O São Paulo joga por um empate, enquanto o Galo precisa de uma vitória por dois gols de diferença para avançar às semifinais da Libertadores.

Veja, no vídeo do torcedor Luis Fernando Aguiar, o exato momento em que a grande cedeu:

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?