São Paulo sofre gol nos acréscimos e empata em 3 a 3 com o Goiás no Morumbi

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

23/07/22 | 21:03 - 23/07/22 | 21:24

Não foi desta vez que o São Paulo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Recebendo o Goiás na noite deste sábado, no Morumbi, o time comandado por Rogério Ceni  ia vencendo até os 47 minutos do segundo tempo, mas, faltando pouco tempo para o apito final, acabou sofrendo o empate, tendo de se conformar com o 3 a 3 no placar. Calleri, Nestor e Patrick balançaram as redes para o Tricolor. Luciano ainda perdeu um pênalti no fim do primeiro tempo. Dadá Belmonte, Danilo Cardoso e Pedro Raul, herói esmeraldino, descontaram para os visitantes.

Com o empate, o São Paulo foi a 26 pontos e segue distante do G6 do Campeonato Brasileiro, grupo dos seis primeiros colocados e que dá vaga para a próxima edição da Copa Libertadores, principal objetivo do técnico Rogério Ceni nesta temporada.

Já o Goiás se manteve próximo da zona de rebaixamento e continua com o alerta ligado após a eliminação nas oitavas de final da Copa do Brasil para o rival Atlético-GO.

O São Paulo agora volta o foco para o jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, na próxima quinta-feira, contra o América-MG, no Morumbi, às 20h (de Brasília). Já o Goiás volta a campo apenas no próximo sábado, contra o Coritiba, às 16h30, em Goiânia, pelo Brasileirão.


O jogo

O São Paulo quase abriu o placar logo aos quatro minutos, quando Patrick recebeu na esquerda e mandou para a área. Luciano desviou de cabeça, e a bola sobrou no segundo pau para Igor Gomes, que chegou batendo de primeira, mas mandou por cima do travessão. Mas, foi o Goiás quem saiu na frente. Aos oito, Pedro Raul se antecipou a Diego Costa, que armou o corpo para dar um chutão na bola, dominou e ajeitou para Dadá Belmonte dominar dentro da área e bater com categoria, sem chances para Thiago Couto.

O São Paulo era melhor no jogo, apesar da desvantagem no marcador. Aos 13 minutos, Pablo Maia experimentou de fora da área, tirando tinta da trave. Mas, o empate só veio aos 28, quando Welington cruzou na medida para Calleri cabecear no cantinho e estufar as redes.

Embalado, o Tricolor virou em uma bela jogada protagonizada por três jogadores formados em Cotia. Pablo Maia deu bonito passe por elevação para Igor Gomes, que chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro para trás, encontrando Rodrigo Nestor. O meia dominou já limpando a marcação e bateu firme, colocando os donos da casa em vantagem.

Só que o primeiro tempo estava eletrizante, e o Goiás não estava disposto a ir para o intervalo com a derrota parcial. Em jogada ensaiada de escanteio, Dadá Belmonte driblou Luciano e cruzou na marca do pênalti, onde Danilo Cardoso cabeceou certeiro, deixando tudo igual novamente.

No último lance da etapa inicial, o São Paulo ainda teve uma chance de ouro para ir ao intervalo em vantagem. Luciano bateu forte dentro da área, e a bola explodiu no braço de Matheus Sales. Após revisão do VAR, o árbitro marcou pênalti. O próprio camisa 11 foi para a cobrança, mas o goleiro Tadeu defendeu o chute no canto direito.

Segundo tempo

O São Paulo precisou de apenas dois minutos para retomar a vantagem. Welington bateu escanteio no segundo pau, e Patrick cabeceou no cantinho, sem chances para Tadeu, marcando o terceiro gol tricolor da noite.

O Goiás respondeu cinco minutos depois. Em jogada de bola parada, Vinícius desviou de calcanhar no primeiro pau, e a bola cruzou toda a área. Dadá Belmonte ainda tentou completar para o fundo das redes, mas não chegou a tempo.

Superior no jogo, o São Paulo seguiu criando. Aos 13, Pablo Maia faz o desarme no meio-campo e iniciou contra-ataque. O volante foi conduzindo a bola, invadiu a área e tocou para Luciano, livre, que tentou cruzar rasteiro, mas jogou nas mãos do goleiro Tadeu, levando a torcida à loucura.

Pouco depois foi a vez de Nestor receber passe em profundidade e cruzar rasteiro para Luciano, que, de carrinho, completou para o gol, mas mandou para fora. O Goiás, por sua vez, respondeu já na parte final do jogo com Vinicius, que bateu forte, no canto, exigindo boa defesa de Thiago Couto.

Nos últimos minutos, o Goiás ainda tentou ir com tudo para o ataque em busca do empate, mas o São Paulo se segurou bem e também marcou presença no setor ofensivo para afastar os rivais de sua área. Só que aos 47 minutos, em contra-ataque dos visitantes, Pedro Raul recebeu dentro da área e bateu sem chances para Thiago Couto, jogando um balde de água fria nos mais de 39 mil torcedores presentes no Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 3 GOIÁS

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 23 de julho de 2022, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA-RJ) e Jean Marcio dos Santos (RN)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Público: 39.393 torcedores
Renda: R$ 1.761.264,00

Gols: Dadá Belmonte, aos 8 do 1ºT, Danilo Cardoso, aos 38 do 1ºT, Pedro Raul, aos 47 do 2ºT (Goiás); Calleri, aos 28 do 1ºT, Nestor, aos 32 do 1ºT, Patrick aos 2 do 2ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Pedro Raul, Dadá Belmonte, Matheus Sales, Fellipe Bastos, Luan Dias (Goiás); Luizão, Talles Costa (São Paulo)

SÃO PAULO: Thiago Couto; Rafinha, Diego Costa, Luizão e Welington (Marcos Guilherme); Pablo Maia, Igor Gomes (Gabriel Neves), Rodrigo Nestor (Igor Vinícius) e Patrick (Nikão); Luciano (Talles Costa) e Calleri.
Técnico: Rogério Ceni

GOIÁS: Tadeu; Maguinho, Caetano, Danilo Cardoso e Sávio; Matheus Sales (Fellipe Bastos), Luan Dias (Caio Vinícius), Diego (Pedro Junqueira) e Dadá Belmonte (Nicolas); Vinícius (Danilo Barcelos) e Pedro Raul.
Técnico: Jair Ventura

Deixe seu comentário