São Paulo perde para o Atlético-MG no Mineirão em mais um jogo com VAR polêmico

São Paulo, SP

03-09-2020 22:01:41

Nesta quinta-feira, o São Paulo foi derrotado por 3 a 0 pelo Atlético-MG, no Mineirão, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Cometendo uma série de falhas defensivas, o Tricolor foi vazado por Alan Franco, duas vezes, e Jair. O VAR, que vendo sendo protagonista na competição, novamente esteve envolvido em uma decisão polêmica.

Apesar do placar, foi o São Paulo que começou dominando amplamente o jogo. O time acertou duas bolas no travessão, desperdiçou grandes oportunidades e até chegou a balançar as redes com Luciano. No entanto, o VAR anulou o gol por impedimento, em decisão que gerou polêmica pela distância milimétrica entre os jogadores.

Mesmo acuado na partida, o Atlético-MG conseguiu marcar dois gols em sequência na primeira etapa, contando com a precisão de Alan Franco nas finalizações. No segundo tempo, o Tricolor voltou atordoado para o jogo e viu o Galo chegar ao terceiro, com Jair.

Com o resultado, o São Paulo estacionou nos 13 pontos, porém permaneceu na segunda colocação. Na próxima rodada, o time enfrenta o Fluminense, no Morumbi, no domingo, às 16h. Enquanto isso, o Atlético chegou aos 12 pontos, saltando para a segunda posição. O próximo compromisso da equipe é contra o Coritiba, fora de casa, no domingo, às 20h30.


O jogo - Apesar do Atlético-MG ter marcado com muita pressão no início da partida, foi o São Paulo que teve a primeira chance perigosa, com três finalizações na mesma jogada. Tchê Tchê avançou por dentro e chutou de fora da área, parando em defesa de Rafael. Na sobra, Luciano chutou no travessão e, novamente no rebote, Pablo mandou de cabeça para fora.

Pouco depois, o Tricolor voltou a assustar. Dessa vez, o time puxou contra-ataque e a bola chegou em Paulinho Boia pela esquerda, que avançou e finalizou com muita força de fora da área, acertando o travessão.

Sem diminuir o ritmo, o São Paulo continuou levando perigo no ataque. Depois de uma finalização para fora de Liziero, Luciano conseguiu colocar a bola para dentro. Tchê Tchê dominou e tocou com categoria por cima da zaga, encontrando o camisa 11, que desviou de leve e tocou para as redes. No entanto, o VAR identificou a posição irregular de Luciano e o gol foi anulado.

Mesmo com o amplo domínio do Tricolor, foi o Galo que abriu o placar no Mineirão. Hyoran desarmou Tchê Tchê no meio-campo e Jair deu belo passe para Alan Franco, que invadiu a área e tirou de Volpi para marcar aos 34 minutos.

Em falta batida pela esquerda, Hernanes mandou a bola no espaço entre os jogadores da barreira e Rafael foi buscar no canto direito. Aos 43, o Atlético chegou ao seu segundo gol no jogo, novamente com Alan Franco. Rafael lançou Sasha na direita, que escorou de cabeça para Hyoran. O meia serviu com precisão o equatoriano, que chutou por cima de Volpi para ampliar.

Sem conseguir repetir o bom futebol apresentado no início do segundo tempo, o São Paulo viu o Atlético-MG chegar ao terceiro gol. Após escanteio batido pela esquerda, Junior Alonso desviou na primeira trave e Jair completou para as redes dentro da pequena área.

Atordoado dentro de campo, o Tricolor não conseguiu produzir ofensivamente na segunda etapa. Mesmo com o placar vantajoso, o Galo permaneceu no ataque e Keno quase marcou, acertando a trave esquerda da meta defendida por Volpi.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 0 SÃO PAULO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 03 de setembro de 2020, quinta-feira
Horário: 20h00 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins (ambos do RS)
Árbitro de vídeo: Rafael Traci (SC)
Cartões amarelos: Fernando Diniz (São Paulo)

GOLS:
Atlético-MG: Alan Franco (34 minutos e 43 do 1º tempo), Jair (13 minutos do 2º tempo)

ATLÉTICO-MG: Rafael, Mariano, Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana (Fábio Santos); Allan, Jair (Guga), Alan Franco, Hyoran (Marrony); Keno (Marquinhos) e Eduardo Sasha (Savarino).
Técnico: Jorge Sampaoli

SÃO PAULO: Volpi; Igor Vinícius, Diego, Léo, Liziero; Tchê Tchê, Hernanes (Igor Gomes), Gabriel Sara (Vitor Bueno); Luciano, Paulinho Boia (Brenner) e Pablo (Toró).
Técnico: Fernando Diniz

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?