São Paulo joga melhor, mas empata sem gols com o Athletico-PR no Morumbi

São Paulo, SP

24-11-2021 23:29:36

Não foi desta vez que o São Paulo conquistou duas vitórias consecutivas sob o comando de Rogério Ceni. Recebendo o Athletico-PR na noite desta quarta-feira, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Tricolor foi superior, mas não conseguiu estufar as redes do adversário, tendo de se conformar com o empate em 0 a 0.

O São Paulo foi a campo nesta quarta-feira com mudanças na formação. Rogério Ceni apostou em um ataque com três atletas, Marquinhos, Rigoni e Calleri, mas viu a equipe ter dificuldades para criar chances de gol.

Com o resultado, o Tricolor se mantém na 14ª colocação, a cinco pontos do Bahia, primeiro time da zona de rebaixamento, mas que tem um jogo a menos que o São Paulo. O Athletico-PR, por sua vez, figura em 12º lugar, com os mesmos 42 pontos da equipe de Rogério Ceni, mas à frente por ter mais vitórias (12 contra 9).

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O jogo – O São Paulo começou o jogo pilhado e teve diversas chances para abrir o placar nos minutos iniciais. Primeiro Calleri tentou completar cruzamento de Rigoni, mas não conseguiu alcançar a bola. Depois, foi a vez de Rigoni soltar o pé de fora da área, mandando rente ao ângulo do goleiro Santos, que, posteriormente, fez grande defesa em nova finalização do camisa 77 do Tricolor.

A partida ficou mais polêmica depois da forte entrada de Reinaldo em Renato Kayzer. O lateral-esquerdo chegou atrasado e deu solada na perna do atacante do Athleticor-PR, mas recebeu apenas cartão amarelo em lance passível de expulsão. Pouco depois, o jogador do Furacão teve de ser substituído por Pedro Rocha.

De “ressaca” pelo título da Sul-Americana conquistado no último fim de semana, o Athletico-PR não deu trabalho para Tiago Volpi no primeiro tempo, mas o São Paulo também não deu grandes sustos no goleiro Santos depois do início fulminante. A única outra boa chance do Tricolor foi com Gabriel Sara, que completou de cabeça o cruzamento da esquerda, mas de raspão. Arboleda ainda tentou empurrar para o gol no segundo pau, mas não alcançou a bola.


Segundo tempo

O São Paulo voltou para o segundo tempo com duas mudanças: Reinaldo deu lugar a Léo e Marquinhos foi substituído por Benítez. Mas, foi Rigoni quem seguiu protagonizando as melhores chances dos donos da casa. Logo aos dois minutos, o atacante roubou a bola no meio-campo, arrancou, limpou a marcação e bateu cruzado, mas viu Marcinho evitar o gol.

Mais tarde foi a vez de Pablo entrar na vaga de Calleri e quase abrir o placar. Em recuo de bola para o goleiro Santos, o camisa 9 tricolor apertou a marcação e até conseguiu desviar a rebatida do arqueiro do Furacão, mas não o suficiente para ela ir parar no fundo das redes.

Antes do apito final, Gabriel Sara ainda teve uma ótima chance para, enfim, estufar as redes. Rigoni tocou de calcanhar na entrada da área para o meia, que bateu para fora ao ser atrapalhado pela marcação. Assim, coube aos donos da casa se conformarem com mais um tropeço no Morumbi.

FICHA TÉCNICASÃO PAULO 0 X 0 ATHLETICO-PR

Local: estádio do Morumbi, em São PauloData: 24 de novembro de 2021Horário: 21h30 (de Brasília)Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Público: 43.391 torcedores
Renda: R$ 1.099.010,00

Cartões amarelos: Santos, Marcinho (Athletico-PR); Reinaldo, Calleri, Léo (São Paulo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius (Orejuela), Arboleda, Miranda e Reinaldo (Léo); Rodrigo Nestor (Vitor Bueno), Gabriel Sara e Igor Gomes; Marquinhos (Benítez), Rigoni e Calleri (Pablo).Técnico: Rogério Ceni.

ATHLETICO-PR: Santos; Pedro Henrique (Zé Ivaldo), Thiago Heleno e Nicolás Hernández; Marcinho, Erick, Léo Cittadini (Bissoli) e Abner (Nicolas); Nikão, Renato Kayzer (Pedro Rocha) e Terans (Christian).Técnico: Alberto Valentim.

Deixe seu comentário