Gazeta Esportiva

Relação de Casares com Grupo City é trunfo para São Paulo tentar manter Ferraresi

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

23/01/23 | 10:50

A lesão de Nahuel Ferraresi caiu como uma bomba no São Paulo após o empate sem gols com o Palmeiras, no último domingo, no Allianz Parque. O zagueiro venezuelano rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito e terá de ser submetido a uma cirurgia, o que inviabiliza, por enquanto, sua permanência no Tricolor, já que seu contrato por empréstimo vence em junho de 2023.

Após o clássico, diretoria e comissão técnica não esconderam a preocupação com a situação de Ferraresi, e o temor de uma notícia ruim acabou se confirmando horas depois. O presidente do São Paulo, Julio Casares, conversou pessoalmente com o zagueiro venezuelano e deverá intensificar as conversas com o Grupo City para tentar mantê-lo por mais tempo no elenco.

A ideia da alta cúpula tricolor é formular uma proposta ao Grupo City para que Nahuel Ferraresi possa estender seu vínculo com o São Paulo até o fim de 2024, tendo a oportunidade de voltar a defender o Tricolor depois de uma longa recuperação pela ruptura do ligamento do joelho direito.


Antes da lesão já havia a intenção do São Paulo de prorrogar o contrato de empréstimo de Nahuel Ferraresi por mais seis meses, até o fim de 2023, para que ele pudesse completar toda a temporada pelo clube. Já a opção de compra fixada no contrato é considerada fora da realidade financeira do Tricolor, ainda mais agora, com a incerteza sobre como o zagueiro voltará após romper o ligamento do joelho.

Mas, como se trata de uma lesão complicada, com um período de recuperação de nove a 12 meses, mesmo se o Grupo City, que detém os direitos econômicos de Ferraresi, aceitasse cedê-lo ao Tricolor até dezembro, ainda assim ele poderia não voltar a jogar com a camisa do São Paulo em 2023.

Influência de Casares

O presidente Julio Casares foi peça-chave para a contratação de Nahuel Ferraresi no ano passado. O mandatário tricolor viajou para a Inglaterra mais de uma vez e aproveitou o bom relacionamento que possui com a alta cúpula do Grupo City para reforçar o São Paulo com um zagueiro com muito potencial, mas que não teve chances de jogar pelo Manchester City e, exceto quando defendeu o time B do Porto, acumulou passagens por clubes de menor expressão na Europa, como Estoril e Moreirense, de Portugal, e Peralada, da Espanha.

O Grupo City viu com bons olhos a proposta de ter um de seus jogadores no São Paulo, considerado uma grande vitrine do futebol brasileiro e sul-americano, e aceitou ceder Nahuel Ferraresi por empréstimo, assim como o atacante Nahuel Bustos, que acabou não vingando no Tricolor.

Vontade de Ferraresi

Nahuel Ferraresi também manifestou o desejo de permanecer no São Paulo. O zagueiro se adaptou rapidamente ao futebol brasileiro e se tornou titular sob o comando do técnico Rogério Ceni. Neste ano, passou a formar a dupla de zaga ao lado de Arboleda.

Vale lembrar que Ferraresi e Arboleda como dupla de zaga não sofreram gols em 2023. Na estreia, o São Paulo empatou em 0 a 0 com o Ituano, assim como no último domingo, contra o Palmeiras, em pleno Allianz Parque. Na vitória por 2 a 1 sobre a Ferroviária, o argentino Alan Franco foi quem jogou ao lado do venezuelano.

Aos 24 anos, Ferraresi é considerado um zagueiro extremamente promissor, convocado frequentemente para a seleção venezuelana e que pode ser bastante útil ao São Paulo. Resta saber se Julio Casares e sua diretoria conseguirão costurar um novo acordo com o Grupo City para manter o atleta no elenco.

Deixe seu comentário