Recuo de Hernanes foi crucial para melhora do São Paulo

Tiago Salazar - São Paulo,SP

10/03/19 | 07:00

O São Paulo sofreu no primeiro tempo da partida contra a Ferroviária. Levou um gol e viu Tiago Volpi ainda salvar outros dois. Além disso, pouco conseguiu agredir. A estratégia de jogar com três zagueiros, aliás, foi abdicada com menos de 30 minutos de jogo.

Tudo mudou na etapa final, a partir de uma mudança no posicionamento de Hernanes. O camisa 15, antes mais avançado, passou a armar o time um pouco mais de trás. Assim, apareceu para marcar o gol e viu o São Paulo crescer coletivamente.


“Eu vi o Hernanes com um pouco de dificuldade no primeiro tempo, assim como todos, e mais solto no segundo, curiosamente quando ele passou a jogar como segundo homem. Chegou, fez gol, disputou bolas aéreas na área. Só com boa sequência de jogos ele vai atingir o que é possível para ele”, comentou o técnico interino Vagner Mancini.

“O Hernanes e o outro meia, eles vão achando o espaço. A partir do instante que o São Paulo está perdendo a partida há uma necessidade de que o Hernanes faça isso, para ganhar qualificação na saída de bola. Se está ganhando eu posso deixar o Hernanes mais à frente, porque ele é finalizador, decide”, completou.

 

Deixe seu comentário