“Provavelmente a vitória é do Julio Casares”, admite o candidato Roberto Natel

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

12-12-2020 13:47:01

Candidato à presidência do São Paulo pela chapa “Resgate Tricolor”, Roberto Natel concedeu entrevista neste sábado já reconhecendo a grande possibilidade de Julio Casares vencer as eleições. Primeiro envolvido direto no processo eleitoral a votar, o atual vice-presidente tricolor parece já admitir a derrota pelo pleito.

“As eleições do São Paulo estão correndo tranquilamente, como deveria ser. Provavelmente a vitória é do Julio Casares, porque ele tem a maioria, ganhou a assembleia geral. Nosso trabalho a partir de agora é olhar o São Paulo Futebol Clube e resguardá-lo. Se o Julio estiver fazendo uma administração bem feita, fazendo tudo aquilo que os são-paulinos gostariam que acontecesse, pode ter certeza que vamos estar aplaudindo. Não faremos parte da gestão, não, mas estaremos aqui para fiscalizar e fazer com que o São Paulo volte a ter transparência e grandeza”, afirmou Natel.


Na última sexta-feira, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo concedeu uma liminar ao grupo de candidatos ao Conselho Deliberativo pela chapa de Roberto Natel para que seja feita uma perícia da assembleia geral do último dia 28 de novembro, processo que elegeu os 100 conselheiros tricolores para o próximo triênio. O grupo alega suspeita de fraude após o sistema responsável pela apuração falhar diversas vezes.

“Alguns candidatos ao Conselho se sentiram prejudicados porque o sistema caiu mais de 15 vezes. A apuração era para ter acabado meia-noite, foi até 7h30 (de Brasília). Eu acho devido, porque com isso você mostra transparência, eu tentei fazer isso internamente, mas o São Paulo negou. Acho importante para que toda a nação são-paulina tenha noção de que o São Paulo terá transparência com essa recontagem de votos”, prosseguiu Natel.

Já em relação à atual gestão do presidente Leco, Roberto Natel não poupou críticas. Desafeto do mandatário são-paulino, o vice-presidente e candidato à presidência pela chapa “Resgate Tricolor” fez questão de demonstrar sua insatisfação com Carlos Augusto de Barros e Silva.

“Acho que a gestão deixou muito a desejar. O estatuto foi mudado, mas não por ele, pelos sócios. Ele não cumpriu aquilo que ele deveria cumprir, de colocar profissionais nas áreas, com meritocracia. Acabou colocando conselheiros no lugar dos gestores profissionais. A gestão do Leco é passado. Os 18 milhões de são-paulinos sabem como foi a gestão do Leco”, concluiu.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?