Pinotti se diz satisfeito com Dorival e fala em cargo informal para Muricy

José Victor Ligero - São Paulo , SP
12/09/2017 13:25:28 — 12/09/2017 17:16:24

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Futebol, São Paulo
O diretor Vinicius Pinotti elogiou o trabalho do técnico Dorival Júnior e não descartou Muricy (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O São Paulo está satisfeito com o trabalho de Dorival Júnior e não pretende trocar de técnico até o final do Campeonato Brasileiro. Pelo menos esse é o discurso do diretor-executivo de futebol do Tricolor, Vinicius Pinotti, que ainda deixou as portas do clube abertas para receber ajuda de Muricy Ramalho.

“A situação (do time) é horrível. Claro que estamos temerosos, temos trabalhado bastante para tentar reverter isso. Estamos focados em tirar o time dessa situação há algum tempo, não é de agora. Estamos satisfeitos com o trabalho dele (Dorival). Ainda não foi refletido dentro de campo, que é o principal, mas estamos muito satisfeitos com o trabalho dele”, avaliou o dirigente, em entrevista coletiva, após o treino desta terça-feira.

Com 11 jogos à frente da equipe, Dorival ostenta um aproveitamento de 39,3%, sendo três vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Números que deixam o São Paulo no 19º e penúltimo lugar, após 23 rodadas do Brasileiro. Ciente do delicado momento do time, Pinotti reiterou o respaldo ao treinador e negou intenção de demiti-lo.

“Dorival é nosso treinador, não tenha dúvida disso. Acreditamos em continuidade, não dá para ficar mudando toda hora, o caminho não é esse”, disse, sucinto.

Questionado acerca da possibilidade de o clube contratar Muricy Ramalho como coordenador técnico, Pinotti confirmou que a diretoria é contrária à ideia de se criar tal cargo, mas admitiu que o ex-treinador, tricampeão brasileiro no Tricolor entre 2006 e 2008, pode colaborar “informalmente”.

“O Muricy não pode assumir nenhum tipo de função oficial do São Paulo Futebol Clube, o que não impede de ele trabalhar informalmente, já fez isso no passado com outros presidentes. Oficialmente esse cargo não tem intenção de ser criado, mas não quer dizer que não tenhamos uma pessoa ajudando nesse sentido”, esclareceu.

Na manhã desta terça-feira, inclusive, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, recebeu em seu gabinete um abaixo-assinado pedindo o retorno de Muricy. Publicamente, o comentarista do canal Sportv já manifestou o interesse de ajudar o São Paulo sem ter que assinar um contrato com o clube. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, ainda confirmou que conversou por telefone com Pinotti nesta terça-feira a respeito do assunto e disse que irá consultar Dorival Júnior.

“A gente não se pauta com essas questões de abaixo-assinado. Isso já vem sendo discutido, não é de hoje. Não é em função do último resultado (empate com a Ponte Preta). Tomamos conhecimento das declarações do Muricy. Já tínhamos tido umas conversas, sabemos que ele tem um contrato, é um cara muito honesto, e historicamente cumpre seus compromissos”, afirmou o diretor.

“Muito difícil vir oficialmente, mas nada impede que ele nos ajude com a são-paulinidade dele, com profissionalismo, com a bagagem que é muito importante para o São Paulo”, acrescentou.

Por fim, Vinicius Pinotti reforçou que qualquer contratação para o departamento de futebol deve contar com o aval do atual treinador. “Toda vez que se fala de um coordenador técnico, você tem que conversar com seu técnico. Você tem exemplos de sucesso no passado, como Zagallo e Parreira, Antônio Lopes e Felipão. Não podemos impor um coordenador para o Dorival, sem que ele esteja totalmente confortável”, encerrou.




  • Luiz Carlos

    Se estivessem satisfeitos com o BURRIVAL, não estariam andando atrás do Muricy!!!

×
Quer receber notícias do São Paulo?