Futebol/Campeonato Paulista

Muricy quer tirar concentração de mais jogos e promete punir indisciplina

Luiz Ricardo Fini - São Paulo , SP - Brasil
19/01/2015 08:00:24

Em: Campeonato Paulista, Campeonatos Estaduais, Futebol, São Paulo

A forte sequência de jogos no segundo semestre de 2014 fez o técnico Muricy Ramalho liberar a equipe de fazer concentração antes de algumas partidas do Campeonato Brasileiro. O comportamento do time nas ocasiões agradou o treinador, que decidiu não deixar os atletas reclusos nesta pré-temporada e está disposto a liberá-los em algumas partidas do ano também.

“Isso é confiança. Você não tem que ser autoritário, tem que ter autoridade. As pessoas acham que sou chato, mas não têm ideia de como sou no dia a dia, como trato os jogadores e os funcionários. Isso é uma conquista dos jogadores, está ficando para trás esse tipo de vigia. É fora de moda e não faz bem (ter concentração), porque sei como é ficar longe dos amigos e da esposa”, comentou.

Muricy Ramalho liberou o time da concentração em alguns jogos da temporada passada
Muricy Ramalho liberou o time da concentração em alguns jogos da temporada passada – Credito: Djalma Vassão/Gazeta Press
Assim, em vez de ficar recluso no CT da Barra Funda ou no de Cotia, como aconteceu nos últimos anos, o elenco são-paulino faz treinos em dois períodos nesta pré-temporada e, em seguida, é liberado para voltar para casa. O técnico acha que os jogadores aprenderam a se comportar e, por isso, devem ser recompensados mais vezes este ano.

“A coisa já não está mais cabendo no futebol de hoje. Os jogadores têm de ser responsáveis por seus atos e têm obrigação de responder com disciplina, cuidando da saúde deles. Eles têm contrato e não estão fazendo favor a ninguém, é obrigação. O grupo tem que ganhar isso”, completou.

O treinador ainda adiantou que, caso alguém cometa um ato de indisciplina, será punido individualmente. “A experiência que fizemos no ano passado foi muito boa. Eles mostraram responsabilidade em todos os sentidos, e sabemos que o pior do futebol é a concentração, isso é muito duro. É uma coisa que não dá mais resultado, está acabando de jogador ser irresponsável. Eles sabem que, se alguém prejudicar o grupo, esse cara vai sair. Não vou punir o grupo porque um não está se cuidando. Eles permanecem o dia todo aqui e vão para casa”, completou.

O grupo tricolor se reapresentou para os trabalhos de 2015 em 8 de janeiro e trabalhou sem descanso até sábado, quando o treinador liberou os jogadores para uma folga no domingo.

Nesta segunda-feira, o São Paulo volta a treinar no CT da Barra Funda, com previsão de viagem na quinta para Manaus, onde disputará um torneio contra Vasco e Flamengo. Já a estreia no Campeonato Paulista está agendada para 1º de fevereiro, contra o Penapolense, no estádio Tenente Carriço.




×
Quer receber notícias do São Paulo?