COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA
Diretor de futebol na época de Juvenal valoriza legado deixado nos dois mandatos (Foto:Djalma Vassão/Gazeta Press)
Diretor de futebol na época de Juvenal valorizou legado deixado nos dois mandatos (Foto:Djalma Vassão/Gazeta Press)

Diretor de futebol do Tricolor na época do tricampeonato brasileiro, João Paulo de Jesus Lopes admitiu que Juvenal Juvêncio teve um único porém em toda sua administração no São Paulo, feita em dois mandatos: a ausência do Morumbi entre as sedes da Copa do Mundo de 2014. Para o conselheiro, que falou à rádio Bradesco Esportes, essa é a única frustração da vitoriosa carreira do dirigente, que faleceu nesta quarta, aos 83 anos, em decorrência de câncer.

Segundo presidente mais vitorioso da história do São Paulo com cinco títulos, atrás apenas do ex-mandatário José Eduardo Mesquita Pimenta, vencedor de dez títulos na década de 1990, Juvenal participou das reformas do centro de treinamento da Barra Funda e de Cotia (SP), onde estão instaladas as categorias de base do Tricolor. Apesar de ter planejado a cobertura do Morumbi, o dirigente não concluiu os planos de levar o estádio ao Mundial.

“Algo que o frustrou, sem dúvida, foi não ter conseguido que o São Paulo fosse uma das sedes da Copa. Acho que isso foi bom para o clube, em face do endividamento que muitos tiveram. Se pode se chamar isso de frustração, acho que foi a única, disse Jesus Lopes, contando sobre a fixação de Juvenal pelo São Paulo, privilegiado em troca de qualquer reunião de família ou negócios de trabalho.

Ao falar sobre os feitos de Juvenal nos dez anos em que comandou o futebol do São Paulo – entre 1988 e 1990, e de 2006 a 2014 -, João Paulo de Jesus Lopes destacou os legados de gestão que foram deixados. Aproveitando a oportunidade, rechaçou qualquer ideia de que Juvenal era apegado ao poder político do clube e o exercia até por debaixo dos panos.

“É importante destacar o legado patrimonial dele ao clube. Nosso centro em Cotia é uma obra do Juvenal respaldada pelo então presidente na época (Marcelo Portugal Gouveia). O CT da Barra Funda tem dedo do Juvenal em todo canto. Nossa parte social é muito diferente do que era anos atrás. O Juvenal cultivava muito a ideia de que o São Paulo deveria ser o maior clube vencedor em âmbito internacional e fez isso às custas da busca por grandes atletas”, declarou o conselheiro.

Quem também se manifestou publicamente foi Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que lamentou profundamente a morte de seu antigo companheiro de clube. O atual presidente do São Paulo revelou que vinha mantendo contato com Juvenal recentemente e mostrou apoio a toda família, exaltando os feitos do ex-mandatário tricolor durante os anos de serviços prestados.

“O São Paulo decretou luto oficial de três dias e nós vamos viver esse sentimento de imensa tristeza e ao mesmo tempo esse sentimento de segurança de que tudo aquilo que ele viveu faz parte da nossa história. Semana passada, quando ele já estava com dificuldades, conversei com ele por telefone e tenho estado em contato permanente com a família. Estive com ele há pouco menos de um mês, porque ele também era avesso à visitas e contatos pessoais. Respeitando tudo isso nós estivemos sempre presentes e com a família sempre”, disse em entrevista à Rádio Bandeirantes.



David Beckham vê Copas na Rússia e no Qatar com bons olhos. (Foto: Jae C. Hong / AFP)
David Beckham vê Copas na Rússia e no Qatar com bons olhos. (Foto: Jae C. Hong / AFP)

As duas próximas edições da Copa do Mundo de Futebol, na Rússia, em 2018, e no Qatar, em 2022, vêm rendendo diversas polêmicas a respeito da corrupção e do preparo da infraestrutura. Em meio a tantos problemas, o ex-jogador inglês David Beckham saiu em defesa das duas próximas sedes do Mundial.

“Se é corrupto ou não, aqueles países foram escolhidos. As pessoas precisam ficar atrás disso. É sobre trazer o futebol para novos lugares”, analisou o ex-atleta, em entrevista à Radio Times, afirmando confiar que o Qatar conseguirá se planejar para evitar o grande calor nos momentos de realização das partidas. “Tenho a certeza que o país irá lidar com os desafios climatéricos e construir uma boa infraestrutura. Tudo ficará em condições”, garantiu.

Apesar de defender a escolha das sedes, David Beckham não poupou críticas à Fifa, que teve a prisão e renúncia de diversos dirigentes nos últimos meses por conta das investigações de corrupção. “É uma bagunça tão grande que eles irão demorar um pouco para resolver. Para mim, ver o jogo, a forma como foi tratada e cuidada, é devastador. É nojento”, criticou.

David Beckham ganhou notoriedade no futebol principalmente por suas passagens em clubes como Manchester United e Real Madrid. Pela seleção da Inglaterra, o meia disputou três Copas do Mundo, em 1998, 2002 e 2006.



 

A final da Copa do Mundo da Rússia será disputada às 18 horas de Moscou, meio-dia de Brasília (foto: divulgação/Fifa)
A final da Copa do Mundo da Rússia será disputada às 18 horas de Moscou, meio-dia de Brasília (foto: divulgação/Fifa)

Em meio à turbulência nos bastidores, o Comitê Executivo da Fifa aprovou, nesta quinta-feira, os horários das partidas da Copa das Confederações de 2017 e da Copa do Mundo de 2018. Ambas serão disputadas na Rússia. Os jogos das competições poderão ser vistos de manhã e à tarde no Brasil, com horários de início entre 7 horas e 16h (de Brasília).

Agendada para o dia 15 de julho de 2018, a final do Mundial, que começa em 14 de junho, está marcada para as 18 horas de Moscou, meio-dia no horário de Brasília, assim como as partidas de abertura de ambas as competições.

A grade de horários foi definida de acordo com as fases e o número de jogos em um determinado dia. Por exemplo, 16 de junho, única data em que haverá quatro confrontos da Copa do Mundo, terá partidas às 13 horas, 16h, 19h e 22h (7 horas, 10h, 13h e 16h pelo horário de Brasília, respectivamente).

Já nos dias em que houver três embates da fase de grupos, os horários serão 15 horas, 18h e 21h (9h, 10h e 15h por aqui).

No mata-mata, quatro horários serão praticados: 17h (9h de Brasília – oitavas e quartas de final), 21h (15h – oitavas, quartas e semifinais) e apenas a decisão será às 18h de Moscou, meio-dia no Brasil.

O próximo passo será definir os horários específicos de cada partida de ambas as competições, levando em conta aspectos como temperatura e fusos horários (há três diferentes da capital: Kaliningrado – uma hora abaixo de Moscou, Samara – uma hora acima e Ecaterimburgo – duas horas acima).

Veja os horários das partidas da Copa do Mundo de 2018 (pelo horário de Brasília)
Abertura: 12h
16 de junho (quatro jogos): 7h, 10h, 13h e 16h
Fase de grupos (dias com três jogos): 9h, 12h e 15h
Última rodada da fase de grupos (com jogos simultâneos), oitavas e quartas de final: 11h e 15h
Semifinais: 15h
Disputa de terceiro lugar: 11h
Final: 12h

Veja os horários das partidas da Copa das Confederações de 2017 (pelo horário de Brasília)
Abertura: 12h
Duas primeiras rodadas da fase de grupos: 12h e 15h
Última rodada da fase de grupos: 12h
Semifinais: 15h
Disputa de terceiro lugar: 9h
Final: 15h



Pacote de mudanças pode alterar o número de participantes na Copa do Mundo a partir de 2016 (Foto: AFP)
Pacote de mudanças pode alterar o número de participantes na Copa do Mundo a partir de 2016 (Foto: AFP)

Em meio à turbulência de diversos dirigentes sendo presos, afastados ou na eminência de serem detidos, a Fifa discute mudanças em seu regulamento, no âmbito esportivo e administrativo. O pacote de reformas foi aprovado neta quinta-feira, depois de ter sido proposto em maio, logo após a prisão de diversos dirigentes, entre eles, José Maria Marin, ex-presidente da CBF.

Uma das novidades é a ampliação no número de participantes da Copa do Mundo. O item já foi pré-aprovado, mas ainda será examinado pelo Comitê Executivo da entidade e, se aprovado, o torneio mais importante do futebol passará a contar com 40 seleções e não 32. A medida seria válida a partir da Copa de 2026.

As medidas também visam estimular a participação feminina no futebol. A partir de agora, em medida já aprovada e decretada, todas as confederações precisão ter ao menos uma mulher nos cargos diretivos de cada entidade. A ideia é ter ao menos 30% de representação feminina no grupo.

Além disso, foi aprovada a limitação de três mandatos (12 anos) para a permanência nos cargos de comando da Fifa. A divulgação anual dos salários de todos os membros do Comitê Executivo, além da diretoria da Fifa, também foi aprovada.



Rafael Marques deve começar entre os titulares no lugar de Gabriel Jesus (Foto: Palmeiras/Divulgação)
Rafael Marques deve começar entre os titulares no lugar de Gabriel Jesus (Foto: Palmeiras/Divulgação)

Em preparação para a decisão da Copa do Brasil contra o Santos, o Palmeiras treinou na Academia de Futebol na tarde desta segunda-feira. Durante a atividade, fechada à imprensa, o técnico Marcelo Oliveira comandou um coletivo, de acordo com o site oficial do clube.

Expulso na primeira final, o lateral direito Lucas está fora do confronto decisivo e deve ser substituído pelo jovem João Pedro, que não teve boas atuações em seus últimos jogos. Já Gabriel Jesus, em recuperação de uma lesão no ombro esquerdo, pode dar lugar a Rafael Marques.

Nesta segunda-feira, após a entrevista de Lucas Barrios, os jornalistas foram convidados a deixar a Academia de Futebol. Sem a presença da imprensa, os jogadores realizaram atividades específicas por posições. Na sequência, a comissão técnica comandou um coletivo, no qual foram ensaiados diversos tipos de fundamentos.

“Obviamente, tudo no futebol já foi inventado. Não é possível inventar algo agora, mas às vezes é bom ter mais privacidade para o elenco durante o treinamento. O Santos fez a mesma coisa nos últimos trabalhos também”, observou o experiente centroavante Lucas Barrios.

O Palmeiras encerra a preparação para o segundo e decisivo confronto pelo título da Copa do Brasil em um treino com início previsto para as 16h30 (de Brasília) desta terça-feira, também fechado à imprensa. Antes da movimentação, o técnico Marcelo Oliveira concede entrevista coletiva.

Com ingressos esgotados, Palmeiras e Santos duelam às 22 horas de quarta-feira, no Estádio Palestra Itália. Como venceu o primeiro encontro por 1 a 0, o time praiano joga pelo empate. Na decisão, os gols marcados na condição de visitante não têm peso diferenciado.



Boateng resolveu eternizar em sua perna a conquista da Copa do Mundo de 2014 (Foto: Reprodução/Instagram)
Boateng resolveu eternizar em sua perna a conquista da Copa do Mundo de 2014 (Foto: Reprodução/Instagram)

Jerome Boateng anunciou nesta sexta-feira sua mais nova tatuagem. Desta vez, o zagueiro do Bayern de Munique e da seleção alemã decidiu eternizar a conquista da Copa do Mundo de 2014. Na imagem, ele retrata a taça e o nome do estádio em que a Alemanha se sagrou tetracampeã mundial, o Maracanã.

Formando dupla de defesa ao lado de Matt Hummels, Boateng foi um dos responsáveis pela Alemanha ter sofrido apenas quatro gols no Mundial.

Na legenda da foto, o zagueiro assume que a tatuagem estava nos planos há um tempo, publicando a imagem acompanhada da legenda: “Finalmente!”.






 

Pela segunda fase das Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo, nesta quinta-feira, a seleção Togolesa recebeu dentro de seus domínios a equipe de Uganda, e acabou sofrendo um revés pelo placar mínimo. O atacante Adebayor, principal nome dos donos da casa, não participou do confronto.

A etapa atual das Eliminatórias consiste num sistema de mata-mata, assim, as equipes eliminadas darão adeus para a possibilidade de disputar o mundial na Rússia. Com a derrota, o Togo sai atrás no duelo, que terá realizada no próximo dia 15 a sua partida de volta. O Gol de Uganda foi marcado por Farouq Miya, aos 39 minutos do primeiro tempo.

Ainda pela mesma fase, a República do Congo fez movimentado jogo contra Burundi, tendo vencido por 3 a 2, podendo se dar ao luxo de empatar na partida de volta. Destaque do Crystal Palace, que joga o Campeonato Inglês, Yannick Bolasie abriu o placar para o Congo. Amissi virou o jogo para o time da casa com dois gols, mas Mubele também marcou em dose dupla para sacramentar a vitória dos visitantes.

O Guiné também foi outra equipe que atuou longe de casa e se deu bem na rodada, vencendo a seleção da Namíbia pelo placar de 1 a 0. Naby Keita marcou o único gol do jogo, aos 27 minutos da primeira metade de partida.

Burkina Faso, entretanto, visitou o Benin e acabou saindo derrotada pelo placar de 2 a 1. Sessegnon, destaque da equipe do West Bromich, e Babatounde Bello marcaram para os anfitriões, enquanto Nakoulma descontou.