Jogadores do São Paulo relatam sentimento de frustração

São Paulo, SP

27-08-2017 18:33:41

O São Paulo marcou mais gols nesse domingo do que nos quatro clássicos que havia feito contra o Palmeiras no Allianz Parque. Mas, no fim, de nada adiantou. O Tricolor levou a virada e sucumbiu novamente na casa alviverde em um duelo marcado também por uma bola no travessão de Marcos Guilherme e uma furada incrível de Rodrigo Caio dentro da pequena área de Fernando Prass. Após o apito final, o sentimento não podia ser outro que não de frustração entre os atletas.

“Trabalhamos a semana toda sabendo que eles iam se atirar e nós íamos usar o contra-ataque. Fizemos nossos gols assim, mas infelizmente não conseguimos sair com um bom resultado hoje. O sentimento é de frustração”, admitiu o goleiro Sidão ao Sportv, que voltou a assustar em jogadas com os pés.

“Não é hora de ficar pensando em mim, não. Tenho que pensar no São Paulo, deixar claro que não faço as coisas em campo brincando, dou a minha vida, as pessoas falam, mas a preocupação é tirar o São Paulo da zona de rebaixamento”, comentou a aposta de Dorival para o lugar de Renan.


Hernanes e Rodrigo Caio também citaram as chances desperdiçadas pelo São Paulo em momentos cruciais do Choque-Rei na hora de justificar mais um revés no Campeonato Brasileiro.

“Tentamos. A gente tentou no segundo tempo conseguir a vitória, tivemos algumas chances boas, não soubemos aproveitar e em um contra-ataque, numa bola trabalhada do Palmeiras eles conseguiram fazer o terceiro gol”, analisou Hernanes.

“Acho que perder da forma como foi, jogando bem, tendo boas chances de gols... Quando estava 1 a 0, tivemos a finalização do Marcos Guilherme em que a bola bateu na trave. 2 a 0 nos dava uma tranquilidade. A gente errou coisas que não pode errar em um clássico. Demos chances para eles crescerem no jogo e isso fez toda a diferença”, reclamou o zagueiro.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?