Executivo do São Paulo destaca importância da "responsabilidade financeira"

São Paulo, SP

03/08/22 | 13:24

O executivo Rui Costa, que está no São Paulo desde o início da temporada passada, concedeu uma entrevista ao podcast da Brasil Futebol Expo 2022, congresso de futebol. No bate-papo, que foi conduzido pelo especialista em marketing esportivo Bernardo Pontes, o dirigente abordou os principais temas que envolvem a direção executiva de um clube de futebol.

Em 2021, os 25 principais times brasileiros somaram um endividamento líquido total de R$10,14 bilhões, segundo um levantamento feito pela consultoria EY, especializada em finanças. Junto com Cícero Souza, atual gerente de futebol do Palmeiras, Rui destacou a importância de estabelecer uma filosofia de gestão apropriada ao DNA e à história de cada clube, com decisões coerentes e responsabilidade com a saúde financeira das equipes.

“O futebol é tão coletivo fora de campo, quanto dentro. O gestor de futebol normalmente é avaliado pelas suas contratações, mas a gestão não é contratar atleta e mandar embora, para ganhar a qualquer preço e endividar os clubes. A maioria das equipes possuem problemas financeiros seríssimos, que são consequência de anos praticando essa filosofia irresponsável. Temos que sempre buscar a vitória e os títulos, essa é a essência do futebol, mas é preciso Implantar processos, ter responsabilidade financeira, apostar em atletas jovens e experientes e pensar no futuro do clube”, disse o dirigente.


Temas como categorias de base, marketing, diretoria executiva e rotina dos clubes foram debatidos durante a conversa. Com passagens por Grêmio, Chapecoense, Athletico-PR e Atlético-MG, o executivo também comentou sobre o trabalho que vem sendo realizado no São Paulo.

“É um privilégio trabalhar no São Paulo. É importante entender o tamanho da instituição em que você trabalha, o peso da camisa e a expectativa da torcida. Na diretoria de futebol, junto com Belmonte, Muricy e Casares, temos uma ideia muito clara sobre o que é o melhor para o clube, e é isso que pauta as nossas decisões. No elenco atual, optamos por mesclar atletas jovens e experientes, para ter um time equilibrado, com perfil vencedor”, completou Rui.

Deixe seu comentário