Empresário processa São Paulo e cobra dívida por empréstimo para compra de Everton

São Paulo, SP

16-06-2020 17:07:06

O São Paulo pode ter que enfrentar um processo na Justiça nos próximos meses. Isso porque o empresário Carlos Leite protocolou uma ação contra o Tricolor, alegando que o time do Morumbi lhe deve R$ 5,5 milhões. O agente foi o responsável pelo empréstimo que permitiu a compra do meia Everton, em 2018.

A informação foi publicada pelo Globoesporte. Carlos Leite emprestou R$ 11 milhões ao São Paulo, que não tinha a quantia suficiente em seus cofres para adquirir o jogador do Flamengo. Com a ajuda do empresário, o clube pôde desembolsar R$ 15 milhões, pagando a multa rescisória de Everton.

Contratação de Everton só foi possível por empréstimo de Carlos Leite (Foto: Rubens Chiri/São Paulo)

No momento do empréstimo, agente e clube chegaram a um acordo que previa que o São Paulo pagaria R$ 4 milhões a Carlos Leite até o final de agosto de 2018. Além disso, ficou estipulado que o Tricolor depositaria 30 parcelas de R$ 233 mil entre junho daquele ano e novembro de 2020 na conta do empresário.

No entanto, de acordo com Carlos Leite, o São Paulo apenas pagou os R$ 4 milhões iniciais e as 14 primeiras parcelas de R$ 233 mil, atrasando o restante do compromisso firmado entre as duas partes. Feitos os ajustes com multa e juros, o empresário pede R$ 5.579.443,23 na Justiça.


Desde que chegou ao Tricolor, Everton disputou 67 partidas e marcou sete gols. O meia viveu ótimos momentos em 2018, sob o comando de Diego Aguirre, porém sofreu com uma série de lesões e, a partir de então, perdeu espaço no clube. O jogador tem contrato junto ao São Paulo até o meio de 2021.

Deixe seu comentário