Em discurso após vitória, Casares fala sobre convite a Muricy: “Estamos prontos para te receber”

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

12-12-2020 20:35:08

Julio Casares concedeu seu primeiro discurso como presidente eleito do São Paulo na noite deste sábado. Após vencer Roberto Natel por 155 votos a 78, o candidato da chapa “Juntos pelo São Paulo” não perdeu tempo, garantindo que iria ligar para Muricy Ramalho logo depois de sair da sala em que ocorreu a cerimônia para convidá-lo para o cargo de coordenador de futebol.

“Meu primeiro ponto que falei que faria após vencer é ligar para o Muricy Ramalho. Vou ter que descer daqui a pouco e ligar para o Muji e dizer: ‘Estamos prontos para te receber’. Vamos fazer um futebol forte e fortalecer cada vez mais o Fernando Diniz, um técnico competente, com filosofia de jogo, com convicções. O São Paulo vai avançar na Copa do Brasil, no Campeonato Brasileiro e em todos os campeonatos”, afirmou Casares.


O novo presidente, que tomará posse no dia 1º de janeiro de 2021, também garantiu que trará ao São Paulo um diretor executivo de futebol, reconhecido no mercado, dando a entender que Raí não permanecerá no cargo, embora o time profissional esteja em uma excelente fase e com grandes possibilidades de erguer títulos ao fim da temporada.

“Nossa base, que é muito boa e motivo de orgulho no São Paulo também será profissionalizada, com um diretor do mercado, tal qual o futebol profissional, que terá um diretor executivo do mercado e um coordenador de futebol”, prosseguiu Casares.

Em relação às dívidas do São Paulo, que ultrapassam a casa dos R$ 500 milhões, Casares adotou um tom bastante realista, garantindo que os próximos três anos serão marcados pela política de austeridade financeira, mas, não descartou reforços de peso para manter a competitividade do time profissional.

“Sabemos que nossa dívida é muito grande, mas temos competência e pessoas para cumprir a reorganização dessa dívida, tornando o São Paulo um time cada vez mais competitivo. Precisamos avançar, mas temos hoje o sinal de que uma semente foi colocada para o São Paulo voltar a ganhar dentro do campo. Queremos um título, mas um time organizado, com as finanças equilibradas”, pontuou.

Com o novo estatuto do clube, que prevê cargos remunerados nas diversas áreas do clube, incentivando a profissionalização, Casares terá a responsabilidade de dar continuidade à transformação interna do São Paulo, embora na gestão de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, muitos conselheiros assumiram cargos diretivos.

“Nossa campanha é o espelho da nossa gestão. Vamos cobrar dos nossos colaboradores trabalho, resultado. Teremos planos de metas. Ninguém vai ganhar dinheiro sem trabalhar. Meritocracia não será só no papel, será também na prática. É isso o que nós esperamos do São Paulo”, concluiu.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?