Doriva fecha treino, mas Michel deve jogar e Kardec pinta como opção

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

20-10-2015 18:34:15

O São Paulo fez mistério no último dia antes de encarar o Santos, pela Copa do Brasil, mas o time titular para encarar a primeira semifinal do torneio deve mesmo contar com o retorno do meia Michel Bastos, recuperado de um estiramento muscular na coxa esquerda. O jogador seria a única mudança em relação ao time que encarou o Vasco, no final de semana, a não ser que Alan Kardec apareça no ataque tricolor.

A possibilidade existe pelo fato de que, quando a imprensa teve acesso ao CCT da Barra Funda, já no final da tarde desta terça-feira, 12 jogadores não participavam das atividades em grupo. Eram eles, Rogério Ceni, Bruno, Lucão, Luiz Eduardo, Matheus Reis, Rodrigo Caio, Thiago Mendes, Michel Bastos, Ganso, Alexandre Pato, Luis Fabiano e Alan Kardec. Além deles, o lateral esquerdo Carlinhos e o zagueiro Breno seguem em recuperação, sem nem sequer aparecerem no gramado.

Michel Bastos já havia dado a entender que jogaria por meio de posts nas redes sociais tanto dele quanto do clube. "O Micha voltou", disse ele em uma foto de seu Instagram. "Será um jogo difícil, mas vamos jogar em casa e temos que fazer um bom resultado. Na Vila Belmiro será complicado, então não podemos deixar escapar a oportunidade de abrir alguma vantagem na ida", disse ele.

Ao que tudo indica, Kardec foi apenas uma opção para os titulares, já que apresenta maior mobilidade do que Luis Fabiano e consegue recompor melhor na marcação do que o camisa 9. Além disso, por ter condição de jogar aberto pela direita, ele pode ser uma opção caso a equipe necessite de gols, entrando na vaga de Bastos no segundo tempo.

O desempenho do camisa 14, por sinal, foi elogiado por Doriva em suas poucas entrevistas, além de alguns comentários durante os treinamentos. Para o treinador, a sua recuperação é importante para dar mais opções goleadoras à equipe, posto ocupado durante os seis meses de ausência do atleta apenas pelo Fabuloso.

O time entra em campo nesta quarta com a missão de marcar gols e abrir uma boa vantagem para o jogo de volta, no dia 28, na Vila Belmiro. Além disso, tenta quebrar dois tabus: o de nunca ter vencido o Peixe com o rival sob o comando de Dorival Júnior e o de somar seis eliminações seguidas em mata-mata para os Meninos da Vila.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?