Diniz foca em vaga na Liberta, mas não estipula posição após revés no Choque-Rei

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

31-10-2019 11:00:53

Fernando Diniz iniciou sua trajetória no São Paulo reconhecendo que o principal objetivo da equipe era terminar o Campeonato Brasileiro no G4. Passada a derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, o comandante tricolor mudou seu discurso e já não foca exclusivamente na vaga direta à fase de grupos da Libertadores.

“O São Paulo tem que se concentrar em se classificar para a Libertadores, independentemente da posição na tabela. Temos que fazer isso pensando no próximo treinamento, no próximo jogo. Lá em Chapecó não tem jogo fácil, ainda mais nessa fase do campeonato em que todo mundo está brigando por alguma coisa”, afirmou o treinador são-paulino.


Apesar do revés acachapante, o São Paulo se manteve no G4 nesta rodada, além de seguir com a melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com 20 gols sofridos. No próximo sábado, o confronto será contra a Chapecoense, vice-lanterna da competição, na Arena Condá, às 21h (de Brasília).

Ciente da dificuldade do próximo desafio do São Paulo, Fernando Diniz, apesar da decepção no clássico contra o Palmeiras, preferiu não apontar culpados. Mas, embora tenha adotado um discurso no qual enfatiza a negligência coletiva, o comandante tricolor, por outro lado, não fechou as portas para possíveis mudanças no time titular.

“A gente não vai indicar um jogador ou outro. Vamos ver a melhor situação. Aqueles que eu achar que vão render mais, que têm mais chances de vencer em Chapecó, são os que eu vou escolher para a partida”, completou.

Vale lembrar que, caso se classifique diretamente à fase de grupos da Libertadores, o São Paulo evitará quatro jogos extras relativos à fase preliminar da competição continental. Neste ano, o Tricolor, então comandado por André Jardine, acabou sendo eliminado logo em seu primeiro confronto no torneio, contra o modesto Talleres, da Argentina.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?