Da Copinha à renovação: como Antony virou a maior joia do São Paulo

São Paulo , SP
19/07/2019 07:00:17 — 19/07/2019 12:07:14

Em: Brasileiro Série A, Escolha do editor, Futebol, São Paulo

A assinatura de um novo contrato com o São Paulo consolidou o bom início de carreira e a valorização do atacante Antony. Na última quinta-feira, o jogador de 19 anos estendeu o seu vínculo com o Tricolor até junho de 2024, o que virou motivo de comemoração de todas as pessoas envolvidas na negociação, além da torcida, preocupada com o assédio do exterior.

Atleta do São Paulo desde os 11 anos de idade, Antony foi promovido para o elenco profissional em setembro de 2018, pelo então técnico Diego Aguirre. Junto com ele, subiram Helinho e Igor Gomes, mais badalados que o camisa 39 à época.

Helinho, inclusive, balançou as redes logo em seu jogo de estreia no time principal, em novembro, contra o Flamengo, no Morumbi. Antony também recebeu suas chances no fim de 2018, mas não conseguiu marcar gols e mostrou que ainda lhe faltava maturidade dentro de campo.

Tanto que nem viajou com o elenco para os Estados Unidos, onde a equipe de André Jardine realizou a pré-temporada em janeiro de 2019. Pelo contrário. Foi ‘emprestado’ para o time sub-20 na disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

A ‘volta’ para a base fez bem a Antony. O meia-atacante ganhou ritmo de jogo e desenvolveu o seu futebol, sendo o destaque do São Paulo na conquista do principal torneio de base do Brasil, marcando quatro gols – um deles na final contra o Vasco – e dando seis assistências.

De volta ao profissional, ele rapidamente virou titular absoluto após Vagner Mancini assumir o time de forma interina. Jogando aberto pela direita, Antony consolidou tal condição com a chegada de Cuca, algo que Igor Gomes e Helinho ainda não o fizeram. Neste ano, soma dois gols e uma assistência em 23 partidas.

As boas atuações de Antony na atual temporada chamaram atenção de clubes do exterior. Recentemente, o São Paulo recusou uma proposta de 20 milhões de euros (R$ 84 milhões) pelo atleta. Portanto, a renovação, aliada a um aumento salarial, foi a estratégia da diretoria para proteger o jogador do assédio estrangeiro.

“Estamos felizes com a renovação do Antony, que tem uma carreira de sucesso pela frente. Ele teve uma trajetória vitoriosa na base, se firmou no time principal e é um grande exemplo para os garotos das próximas gerações. Acreditamos muito no futebol do Antony, que dará retorno esportivo ao clube”, celebrou o diretor-executivo Raí.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Maior joia do clube atualmente, Antony mira agora a conquista de títulos para alcançar o status de ídolo da torcida. A tarefa não parece simples no curto prazo. Até o final do ano, o São Paulo disputará apenas o Campeonato Brasileiro, do qual é o nono colocado, com 15 pontos, 11 a menos que o líder Palmeiras.

“O São Paulo é o meu lugar. Estou feliz com esta renovação e quero construir uma trajetória vitoriosa aqui. O reconhecimento do clube me dá a certeza de que estou no caminho certo, e quero manter isso para conquistar títulos no time principal, assim como foi na minha passagem por Cotia”, disse Antony.




×
Quer receber notícias do São Paulo?