São Paulo

Arena Fonte Nova | 13/05/2018

Com gol no fim, São Paulo arranca empate do Bahia e segue invicto

São Paulo , SP
13/05/2018 18:03:38 — 13/05/2018 22:46:23

Em: Brasileiro Série A, Escolha do editor, Futebol, São Paulo

Com as derrotas de Palmeiras, Flamengo e Vasco, o São Paulo se tornou o único invicto do Campeonato Brasileiro de 2018, durante a tarde deste domingo. Jogando na Arena Fonte Nova, o time dirigido por Diego Aguirre arrancou um empate por 2 a 2 diante do Bahia, graças ao gol marcado por Shaylon nos acréscimos do segundo tempo, em duelo válido pela quinta rodada do torneio nacional.

Décimo colocado na tabela, com sete pontos ganhos, o Tricolor paulista obteve o seu quarto empate consecutivo na competição e segue sem vencer como visitante. O Bahia, por sua vez, caiu para a 16ª posição, com cinco pontos.

Na próxima rodada, o time do Morumbi tentará retomar o caminho das vitórias na Série A no clássico contra o Santos, no domingo, às 16 horas (de Brasília), no Morumbi. Um dia antes, a partir das 21 horas, os baianos visitarão o Palmeiras, no Allianz Parque.

O Jogo – Buscando ter a posse de bola, o São Paulo iniciou com Lucas Fernandes entre os titulares. Outra mudança no meio foi a entrada de Hudson na vaga de Petros, que ficou como opção no banco. Na frente, Tréllez substituiu o lesionado Diego Souza. Assim, o time visitante começou ligeiramente melhor, trocando passes no campo do Bahia.

Mas um pênalti desnecessário mudou o cenário da partida aos 11 minutos. Após Hudson derrubar Zé Rafael dentro da área mesmo com a cobertura da zaga, Edigar Junio bateu rasteiro no canto direito de Sidão, que chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol da equipe nordestina.

O gol deixou o jogo aberto, e o Bahia quase ampliou a vantagem pouco depois. Após cruzamento pela direita, Zé Rafael chutou de primeira, de esquerda, e acertou a trave. O São Paulo respondeu com boa jogada individual de Lucas Fernandes, que arrancou pelo meio e deixou Nenê na cara do gol. O meia tirou do arqueiro, mas se atrapalhou com a bola e foi travado na hora do arremate.

Nenê, contudo, se redimiu pouco depois. Aos 30 minutos, após receber passe de Hudson, o camisa 7 tocou por cima da zaga e encontrou Tréllez na área. O colombiano, com a bola ainda no ar, bateu de primeira, sem chances para Douglas, anotando o seu terceiro gol com a camisa do São Paulo.

Em uma nova falha do sistema defensivo são-paulino, os donos da casa retomaram a liderança no placar ainda antes do intervalo. Aos 38 minutos, após lançamento, Élber tocou de cabeça, e Edigar Junio finalizou de primeira. A bola desviou em Bruno Alves e enganou Sidão.

Sem alterações, o São Paulo voltou para a etapa final com a marcação alta e pressionando a saída de bola do Bahia. Logo aos seis minutos, Lucas Fernandes pegou rebote de cruzamento e bateu de chapa, de primeira, tirando tinta da trave esquerda de Douglas.

Em busca do empate, Aguirre promoveu as entradas de Régis, Valdívia e Shaylon nos lugares de Militão, Lucas Fernandes e Shaylon, respectivamente. Apesar do duelo ter ficado mais faltoso e com poucas chances para ambos os lados, uma das alterações funcionou nos acréscimos do confronto.

Aos 47 minutos, logo depois de Sidão ter evitado o terceiro gol do Bahia em chute à queima-roupa, Shaylon arriscou de fora da área e acertou o ângulo do goleiro Douglas, dando números finais à partida.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 X 2 SÃO PAULO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 13 de maio de 2018, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Helcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Público: 20.847 pagantes
Renda: R$ 529.597,50
Cartão Amarelo: Élber, Everson, Gregore, Elton e Lucas Fonseca (Bahia); Arboleda, Everton e Régis (São Paulo)
Cartão Vermelho: –
Gol:
BAHIA: Edigar Junio, aos 11, e aos 38 minutos do primeiro tempo
SÃO PAULO: Tréllez, aos 30 minutos do primeiro tempo, e Shaylon, aos 47 minutos do segundo tempo

BAHIA: Douglas Friedrich; João Pedro, Everson, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Vinícius (Régis), Zé Rafael e Élber (Mena); Edigar Junio (Kayke)
Técnico: Guto Ferreira

SÃO PAULO: Sidão; Militão (Régis), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Hudson, Lucas Fernandes (Valdívia) e Nenê (Shaylon); Everton e Tréllez
Técnico: Diego Aguirre




×
Quer receber notícias do São Paulo?