Cheio de estrelas, ataque do São Paulo decepciona no 1º turno do Brasileiro

São Paulo, SP

18-09-2019 07:00:39

O ataque do São Paulo não foi nada bem no 1º turno do Campeonato Brasileiro. Com 21 gols marcados em 19 jogos, a equipe de Cuca detém a oitava pior marca do torneio empatada com o Corinthians, e a segunda pior marca do clube na era dos pontos corridos.

A situação piora levando em conta o investimento feito pela diretoria tricolor para montar um sistema ofensivo com diversas peças de renome. Pablo, Hernanes, Pato, Raniel e por fim Daniel Alves foram as principais apostas do clube do Morumbi para melhorar o desempenho ofensivo, mas ainda não deram resultado.

Confira um raio-x do ataque tricolor:

Falta de eficiência:

O São Paulo é o 10º time que mais chute a gol no Brasileiro mas o 8º que menos acerta na direção da meta adversária, apenas 39,2% das vezes. Das 232 finalizações da equipe de Cuca, só 21 furaram a rede, aproximadamente 9%. Em comparação, o líder Flamengo, que anotou o dobro de gols do Tricolor no torneio, tem média de 44,4% de acerto em direção ao gol, sendo que 16,2% das bolas entraram.

Pato e Pablo somam cinco gols cada na temporada (Fotos: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Outra dificuldade da equipe de Cuca é penetrar e finalizar em boas condições e a curta distância. A equipe é, proporcionalmente, a terceira que menos balança as redes em chutes de dentro da área (81% dos gols). O Flamengo por exemplo anotou 90,5% de seus tentos de dentro da área, sendo a equipe que mais finalizou de curta distância.

Ano difícil

Os problemas ofensivos não começaram no Brasileiro. A equipe, que já foi comandada por André Jardine e Vagner Mancini, de forma interina, em 2019, apresentou dificuldades para balançar as redes em toda as competições que disputou. Ao todo, fora apenas 41 tentos em 42 jogos, menos de um por partida.

No Paulista, o São Paulo teve apenas o 5º melhor ataque, com 17 gols em 18 jogos, enquanto na Pré-Libertadores e na Copa do Brasil foi eliminado para Talleres e Bahia, respectivamente, sem conseguir marcar sequer uma vez.

No Brasileiro, o Tricolor só anotou três gols ou mais duas vezes, uma delas em vitória por 3 a 2 contra o Santos no Morumbi. Relembre:

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Estatísticas ajudam a explicar a seca de gols

Apresentando pouco repertório ofensivo, a equipe de Cuca apresenta marcas medíocres no Campeonato Brasileiro em quase todos os fundamentos. A equipe é 10% em posse de bola, acerto de passe, acerto de cruzamento e em dribles certos. A situação é pior no quesito lançamentos, onde o Tricolor é o pior da Série A, com apenas 33,5% de acerto.

(Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Artilheiros em seca

Sem um ataque eficiente, nenhum jogador do São Paulo conseguiu chamar a responsabilidade na frente e anotar um bom número de gols pela equipe na temporada. Os maiores candidatos ao feito, Pablo e Pato, tem cinco gols cada, empatados com Reinaldo na liderança da magra artilharia tricolor. Os atacantes sofreram com lesões neste 1º turno de Brasileiro e ficaram longe das marcas sonhadas pelo torcedor.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Confira o artilheiro de cada time da Série A em 2019:

Athletico-PR - Marco Rubén (10 gols)
Atletico-MG - Ricardo Oliveira (14 gols)
Avaí - Daniel Amori gols (14 gols)
Bahia - Gilberto (25 gols)
Botafogo - Alex Santana (10 gols)
Ceará - Thiago Galhardo e Rodrigo Bueno (10 gols)
Chape - Everaldo (14 gols)
Corinthians  -Gustagol (10 gols)
Cruzeiro - Fred (19 gols)
CSA - Patrick Fabiano (9 gols)
Flamengo - Gabigol (30 gols)
Fluminense - Yoni Gonzáles (15 gols)
Fortaleza - Júnior Santos (10 gols)
Goiás - Michael (9 gols)
Grêmio - Everton (16 gols)
Internacional - Guerrero (9 gols)
Palmeiras - Gustavo Scarpa (11 gols)
São Paulo - Reinaldo, Pato e Pablo (5 gols)
Santos - Jean Mota (10 gols)
Vasco - Pikachu e Marrony (6 gols)

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?