Cano decide com dois gols e Vasco vence o São Paulo, que vê a pressão aumentar

São Paulo, SP

16-08-2020 17:59:39

Neste domingo, o São Paulo voltou a cometer erros defensivos e foi derrotado por 2 a 1 pelo Vasco, em São Januário, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O matador Germán Cano aproveitou as distrações da retaguarda do Tricolor e marcou os dois gols da vitória dos cariocas, um resultado que volta a pressionar Fernando Diniz e seus comandados. Reinaldo ainda diminuiu de pênalti no final do jogo.

Na primeira etapa, o Tricolor teve boas chances para abrir o placar, porém a pontaria não foi precisa e os times foram para o intervalo zerados. No segundo tempo, o Vasco contou com o oportunismo de Cano e a desatenção da zaga dos paulistas para construir a vitória.

Com o revés, o São Paulo permaneceu com três pontos, ficando na oitava posição. Na próxima rodada, o time terá pela frente o Bahia, na quinta-feira, às 20h, no Morumbi. Enquanto isso, o Vasco chegou aos seis pontos, na terceira colocação. O próximo confronto da equipe é contra o Ceará, no Castelão, também às 20h da quinta-feira.


O jogo - O São Paulo adiantou a linha defensiva nos minutos iniciais e teve um bom começo em São Januário. No primeiro lance, Liziero encontrou Paulinho pela esquerda, que avançou e tocou na medida para Daniel Alves. O camisa 10 pegou muito mal na bola e desperdiçou grande chance de marcar.

A blitz do Tricolor continuou. Em 12 minutos, o Tricolor já tinha cinco finalizações, com destaque para dois arremates de Tchê Tchê e outro de Paulinho, que tinha bastante liberdade para chutar na entrada da área, mas a batida saiu imprecisa.

Com o passar dos minutos, o Vasco passou a equilibrar a partida, colocando a bola no chão e trocando passes. Os mandantes chegaram com muito perigo em cruzamento da direita e completado por Talles Magno de cabeça. Volpi foi obrigado a fazer grande defesa, mostrando reflexo.

Antes do intervalo, ainda deu tempo de Igor Gomes arriscar e exigir a primeira defesa de Fernando Miguel na partida. O meia recuperou a bola na intermediária, avançou por dentro, chutou forte de fora da área e parou no goleiro do Vasco.

Assim como foi no início do primeiro tempo, o São Paulo voltou do intervalo pressionando e levou perigo logo no começo. Paulinho recebeu a bola na entrada da área e acertou belo chute de chapa no travessão.

Mesmo com o Tricolor superior em São Januário, foi o Vasco que balançou as redes. Aos 16 minutos da segunda etapa, Benitez bateu escanteio pela direita, Talles Magno subiu para disputar no ar e a bola ficou oferecida para Cano, que finalizou de primeira e marcou para os mandantes.

O São Paulo sentiu o baque após sofrer o primeiro gol e passou a ceder mais espaço para o Vasco. Aos 29 minutos, Andrey avançou livre pela direita e encontrou Cano dentro da área, que dominou e finalizou com precisão no canto direito para ampliar o placar.

No final da partida, o São Paulo ainda teve uma penalidade a favor, já que Andrey tocou com a mão dentro da área. Na cobrança, Reinaldo parou em defesa de Fernando Miguel, porém o juiz mandou voltar pelo fato do goleiro ter se adiantado. Na sequência, o lateral-esquerdo acertou o lado direito das redes e diminuiu.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 2 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de agosto de 2020, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartões amarelos: Bruno Gomes, Cayo Tenório (Vasco); Igor Gomes, Liziero, Pablo, Fernando Diniz, Arboleda, Reinaldo (São Paulo)

GOL:
Vasco: Germán Cano (16 minutos e 29 minutos do 2º tempo)
São Paulo: Reinaldo (51 minutos do 2º tempo)

VASCO: Fernando Miguel, Cayo Tenório (Miranda), Ricardo Graça, Leandro Castán e Henrique; Andrey, Fellipe Bastos (Neto Borges) e Martín Benítez (Guilherme Parede); Gabriel Pec (Bruno Gomes), Talles Magno e Germán Cano.
Técnico: Ramon Menezes

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Juanfran (Igor Vinícius), Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê (Carneiro), Igor Gomes (Helinho), Liziero (Gabriel Sara) e Daniel Alves; Pablo e Paulinho Boia.
Técnico: Fernando Diniz

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?