Você sabia? Pelé se dividiu entre futebol e serviço militar em 1959

São Paulo, SP

18-05-2020 07:00:38

Campeão do mundo e reconhecido internacionalmente aos 18 anos, Pelé não se livrou do serviço militar em 1959. O Rei do Futebol dividiu seu tempo entre o Santos e o 6º Grupo de Artilharia de Costa Motorizado, em Praia Grande.

De acordo com o Centro de Memória do Peixe, Pelé era o Soldado 202 Nascimento e não tinha regalias. Limpava coturno, engraxava, lavava roupa, era sentinela...

No dia 11 de setembro daquele ano, Pelé fez três gols pelo time da Guarda Costeira contra equipe mista do Santos. O placar foi de 8 a 4 em jogo-treino. O Rei foi campeão sul-americano pela seleção das Forças Armadas e marcou 14 vezes em 10 partidas com as cores verde-oliva.

"Quando o Pelé completou 18 anos de idade, ele se apresentou ao Exército. Não lhe deram baixa. Teve de servir. Para mim, foi de propósito, uma estratégia para chamar a atenção para o Exército e para as Forças Armadas. Afinal, ele já era o cara mais famoso do mundo no futebol e no esporte", escreveu Benedito Ruy Barbosa

"Serviu ao Exército e teve muita coisa para fazer por lá. Foi sempre muito querido ali. Quando necessário, ele era liberado para os jogos e até para excursionar pelo exterior. Ao servir, ele dizia que aprendia muita coisa que usaria na vida civil, mas adiantava que não pretendia seguir a carreira militar”, completou o escritor.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?