Santos publica nota insatisfeito com a escolha de Edina Alves como árbitra do clássico - Gazeta Esportiva
Santos publica nota insatisfeito com a escolha de Edina Alves como árbitra do clássico

Santos publica nota insatisfeito com a escolha de Edina Alves como árbitra do clássico

Gazeta Esportiva

Por Redação

24/02/2023 às 21:34 • Atualizado: 27/02/2023 às 13:10

São Paulo, SP

Ainda em busca da classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista, o Santos tem clássico contra o Corinthians, às 16 horas (de Brasília) deste domingo, pela penúltima rodada da fase de grupos do Estadual. Com isso, o Peixe publicou uma nota em seu site oficial criticando a escolha pela árbitra Edina Alves Batista para apitar o jogo.

"O Santos Futebol Clube vem a público demonstrar a sua preocupação com a escolha da árbitra Edina Alves Batista para o clássico com o Corinthians no domingo, na Vila Belmiro. Desde a divulgação da escala de arbitragem para este importante jogo, o clube se empenhou em esclarecer sobre essa escolha, em conversas diretas entre os presidentes Andres Rueda e Reinaldo Carneiro Bastos, também entre o coordenador de esportes Falcão e o vice da FPF, Mauro Silva", começa o texto, assinado pelo próprio presidente do Alvinegro Praiano.


Peixe fala em preservação da própria profissional


O comunicado do Santos cita "erros capitais" da árbitra - no clássico contra o São Paulo, pelo Paulistão do ano passado, e na partida diante do Água Santa, na edição de 2023, ambos na Vila Belmiro. Além disso, o time do litoral demonstra preocupação pela decisão da Federação Paulista de Futebol (FPF), mas afirma ter o objetivo de preservar a própria juíza.

"Também houve tentativas, sem resposta, de contato com a comissão de arbitragem da entidade, no sentido de demonstrar o contexto atual, depois de erros capitais, reconhecidos pela Federação, em duas partidas, ano passado, diante do São Paulo, e esse ano, na Vila Belmiro, com o Água Santa, que geraram uma grande insatisfação", declara.

"Nosso objetivo é também preservar a própria árbitra. Não estamos questionando, em momento algum, a qualidade técnica ou mesmo a seriedade da profissional, mas demonstramos preocupação de um novo fato em partida decisiva no Campeonato Paulista, mais do que isso, um clássico com um tradicional rival, que sempre deixa os ânimos acirrados", continua o Peixe.




Dessa forma, o Santos demonstrou insatisfação com a manutenção da escolha por Edina Alves no apito da partida contra o Timão. Por fim, falou em "expectativa para uma condução do jogo sem interferência que prejudique o resultado final".

"Como não houve a mudança da escala, cabe ao Santos externar essa insatisfação, sabendo que o quadro de arbitragem da FPF dispõe de profissionais gabaritados para suprir essa alteração. Resta ao Clube a expectativa que dessa vez, a condução do jogo não tenha interferência que prejudique o resultado final", finalizou.

Os lances que o Santos se queixa contra a árbitra


Ainda em 2022, a FPF reconheceu que houve erros de arbitragem no confronto contra o São Paulo, pela oitava rodada do Paulistão daquele ano. Na ocasião, o Peixe teve dois pênaltis a favor não marcados por Edina Alves. O Alvinegro Praiano acabou derrotado por 3 a 0.

Da mesma forma, nesta temporada, o Santos reclama de uma penalidade não assinalada pela árbitra no empate sem gols com o Água Santa, no dia 25 de janeiro, em embate válido pela quarta rodada. Vale destacar que em ambas as edições do Estadual, a equipe chegou a brigar contra o rebaixamento, chegando a ficar fora do mata-mata - objetivo ainda não alcançado em 2023.

Conteúdo Patrocinado