Santos envia ofício à FPF contra a arbitragem nos jogos diante de Mirassol e São Paulo

Rodrigo Matuck - São Paulo,SP

21-02-2022 20:18:02

O Santos enviou nesta segunda-feira um ofício para a Federação Paulista de Futebol para protestar contra as arbitragens dos dois últimos jogos do clube no Paulistão, diante de Mirassol e São Paulo.

O Peixe entende que em ambos os compromissos, "as condutas dos árbitros responsáveis foram determinantes para os seus resultados finais, em detrimento do desempenho técnico desportivo das agremiações".

Na derrota de 3 a 2 para o Mirassol, na última quinta-feira, o Alvinegro Praiano alega que Marcos Guilherme sofreu uma falta grave na origem da jogada do segundo gol do Leão. O clube considera que Thiago Luís Scarascati errou ao não anotar a intervenção e expulsar o atleta da equipe do interior, "face a nítida possibilidade de gol".


Já no revés de 3 a 0 para o São Paulo, neste domingo, a reclamação é de três pênaltis não marcados por Edina Alves Batista. O primeiro é sobre Marcos Leonardo, aos 13 minutos da etapa inicial. Na visão do Peixe, o camisa 9 foi "agressivamente empurrado por dois atletas adversários dentro da grande área".

Já aos 45, Ângelo recebeu um carrinho de Reinaldo dentro da grande área. Imediatamente os jogadores e a torcida presente na Vila Belmiro reclamaram muito, mas nada foi marcado. Quatro minutos depois, Eduardo Bauermann foi "empurrado ao solo por seu marcador na entrada da pequena área". Mais uma vez, a árbitra mandou seguir.

O Santos ainda contesta a falta de utilização do VAR nos jogos e mostra preocupação pelo fato de que o lance ocorrido no embate com o Leão "não foi revisado pela inexcusável falta de comunicação entre os operadores do recurso tecnológico e o quarteto de arbitragem".

Por fim, a diretoria alvinegra destaca que casos similares vêm ocorrendo com frequência e com os mesmos árbitros ao longo das última temporadas.

"Com o intuito de contribuir com o aprimoramento constante da arbitragem paulista, solicitamos a análise dos fatos narrados para que os órgãos desta Federação averiguem a necessidade da imposição de novas orientações e diretrizes, assim como treinamento adicionais, aos árbitros elencados", finalizou o time.

Deixe seu comentário