Santos e Independiente têm apenas seis remanescentes da polêmica em 2018

Lucas Musetti Perazolli - Santos,SP

12-07-2021 08:00:38

Três anos depois, Santos e Independiente têm apenas seis remanescentes da polêmica eliminatória em 2018, nas oitavas de final da Libertadores da América.

Brasileiros e argentinos se reencontram nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das oitavas de final... da Sul-Americana.

Em 2018, o Peixe conseguiu um empate em 0 a 0 na Argentina e parecia em boa situação para a decisão no Brasil, mas a Conmebol entendeu que Carlos Sánchez foi escalado de forma irregular após suspensão e aplicou uma derrota por 3 a 0.

Para a volta, no Pacaembu, o Santos viabilizou a escalação Sánchez de última hora, porém, não reagiu em campo. Os protestos da torcida no Pacaembu fizeram a arbitragem encerrar a partida aos 42', antes do tempo regulamentar e um novo 0 a 0 foi registrado em súmula.

Torcedores do Santos entraram em confronto com policiais durante o segundo tempo. A partir dos 37 minutos, alguns alvinegros atiraram bombas na direção do banco de reservas do Independiente. O jogo foi paralisado e, logo depois, vários passaram a chutar um portão que dá acesso ao gramado. Assim que o árbitro finalizou apitou aos 42, houve invasão ao campo. No meio do tumulto, o técnico Cuca tentou ajudar um torcedor que estava sendo imobilizado e acabou se desentendendo com policiais. Muitas cadeiras do Pacaembu foram quebradas.

Cuca, inclusive, está no Atlético-MG atualmente. O treinador voltou para o Santos em 2020, saiu no início do ano e foi substituído por... Ariel Holan, que era o técnico do Independiente em 2018. Holan pediu demissão e Fernando Diniz assumiu o Peixe. O Rojo agora tem o comando de Julio Falcioni.

Daquela ocasião, o Peixe tem o próprio Sánchez, além de Alison e Jean Mota. O Independiente conta com Milton Álvarez, Fabricio Bustos e Silvio Romero. Jean, Bustos e Romero devem ser titulares na Vila.

Deixe seu comentário