Futebol

Santos decreta luto de três dias após morte de Carlos Alberto Torres

Do correspondente Vitor Anjos' - Santos , SP
25/10/2016 13:34:04 — 25/10/2016 14:43:03

Em: Futebol, Santos

Capitão do tricampeonato da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970, o ex-lateral Carlos Alberto Torres morreu aos 72 anos nesta terça-feira. O ex-jogador, que atualmente trabalhava como comentarista da Sportv, sofreu um infarto fulminante.

Apesar de ter seu nome sempre atrelado a amarelinha, Carlos Alberto também fez história com a camisa branca do Santos. Entre 1965 a 1975, atuou em 445 partidas e marcou 40 gols pelo Peixe, sendo considerado o melhor lateral-direito da história do Alvinegro Praiano. Por conta de sua morte, o clube decretou luto oficial de três dias.

Carlos Alberto Torres teve duas passagens pelo Santos: a primeira entre 1966 e 1971 e a segunda entre 1971 e 1974 (Foto: Twitter/Santos FC)
Capita teve duas passagens pelo Santos: a primeira entre 1966 e 1971 e a segunda entre 1971 e 1974 (Foto: Twitter/Santos FC)

Ao longo da carreira, o ex-jogador cansou de conquistar títulos: três Cariocas pelo Fluminense, dois Brasileiros, um Rio-São Paulo e cinco Paulistas pelo Santos. Enquanto esteve na Vila Belmiro, jogou na Seleção Brasileira em 61 partidas, marcando nove gols. O mais marcante deles foi na final da Copa do Mundo de 1970, no México, na vitória por 4 a 1 sobre a Itália.

Além do tento marcado, o lateral ainda era o capitão do time, sendo o responsável por levantar a taça Jules Rimet, no terceiro título mundial do País.

Já como técnico, Carlos Alberto ganhou o Brasileiro de 1983 pelo Flamengo, o Carioca de 1984 pelo Fluminense e a Copa Conmebol de 1993 no comando do Botafogo.




×
Quer receber notícias do Santos?