Rueda elogia Carille: "Santos pode conseguir um DNA ofensivo com ele"

Lucas Musetti Perazolli - Santos,SP

29-09-2021 07:00:03

O Santos iniciou a gestão de Andres Rueda com Cuca. O técnico, porém, pediu para sair depois do vice-campeonato da Libertadores da América e a procura foi por um profissional de características ofensivas e bom trato com as categorias de base.

O argentino Ariel Holan foi o escolhido. Ele teve enorme aprovação da torcida, mas os resultados não vieram e ele se demitiu. Surpreendida, a diretoria manteve o perfil e trouxe Fernando Diniz.

Diniz, com vocação para o ataque, também não fez o elenco render. E dessa vez, partiu do Peixe a decisão de mexer. E mexer também no estilo do novo comandante.

Perto da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Santos trouxe Fábio Carille. Um técnico disposto a se provar "multifuncional", mas marcado pelo talento em montar boas defesas no Corinthians. Mesmo assim, a ideia é não "trair" a história do Peixe.

"Eu acredito que podemos conseguir um DNA ofensivo com o Carille. Converso demais com ele. Humilde, parceiro. É um cara que aprende com a vida. Não é porque começou de um jeito que vai terminar com ele. Quer evolução", disse o presidente Andres Rueda, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

"E ele tem mostrado muita preocupação com o sistema ofensivo desde que chegou. Ele tem todo o potencial, sim, e a postura me agrada muito. Ele concordou em trazer reforços se for para resolver. Se não for assim, disse que vai procurar na base. É de fato um parceiro para o clube e estamos muito contentes", completou.

Carille assinou com o Santos até dezembro de 2022. Ele comandou o Peixe em quatro jogos e ainda não venceu: empates com Bahia e Ceará e derrotas para Athletico e Juventude.

Deixe seu comentário