Presidente do Santos critica CBF por convocação de trio: "Faltou respeito"

Tomás Rosolino e José Victor Ligero - São Paulo,SP

05-05-2016 21:08:37

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, está descontente com a convocação de Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Gabriel para a Seleção Brasileira, que disputará a Copa América Centenário, nos Estados Unidos, a partir do dia 4 de junho. Cerca de uma hora antes do início da festa de lançamento do Campeonato Brasileiro 2016, na noite desta quinta-feira, em um hotel da Zona Sul de São Paulo, o mandatário não poupou críticas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), referindo-se aos inevitáveis desfalques que o Peixe terá no início da maior competição nacional.

Com o chamado do técnico Dunga, realizado nesta manhã, o trio santista não estará à disposição de Dorival Júnior, pelo menos, da terceira à sétima rodada do Brasileiro. Isso se a Seleção for eliminada logo na fase de grupos. Em um cenário mais drástico na perspectiva santista, com a equipe pentacampeã mundial alcançando a final do torneio continental, marcada para o dia 26 de junho, o Alvinegro Praiano sentirá a falta dos três atletas por nove rodadas no Nacional, no mínimo.

"Existem aspectos a serem analisados. Eu entendo que precisa haver respeito, até respeito próprio. Quando você faz um torneio e convoca uma parte fundamental de uma equipe - e só de uma -, você cria um desequilíbrio e desprestigia o seu próprio evento", apontou Modesto.

"Isso é um erro de calendário e precisa ser revisto. Estamos falando sobre o calendário brasileiro há mais de anos. O calendário precisa ser refeito. Não dá mais pra insistir com ele. Eu falo isso constantemente. Não dá para manter o nível de competições", acrescentou.

De acordo com o presidente do Santos, a CBF privilegia a Seleção em detrimento dos clubes, os quais ficam reféns e sem oportunidade de pleitear uma solução mais equilibrada. "Há um desequilíbrio. Os clubes ficam sem seus atletas. Vou vender meus atletas para o exterior? É isso o que se quer? Desprestigiar o torneio? Não, eu não concordo. Eu quero um Campeonato Brasileiro forte, com dignidade. Os clubes desta forma estão sendo penalizados. O Santos é o único clube que está tendo uma quantidade grande de jogadores sendo convocados", desabafou.

Por fim, Modesto revelou que a CBF não consultou o Peixe antes da convocação e que não houve um diálogo entre as partes, adiantando que precisará ir ao mercado para suprir a ausência do trio santista.

"Eles estão convocados. Não adianta. O que eu tenho que fazer? Eu tenho que contratar mais jogadores", disparou o dirigente. "Ele (Dunga) falou com quem? A mim não chegou nada. Não tenho (poder de vetar a escalação). Eu não interfiro na Seleção Brasileira. Ela é soberana. Eu quero interferir na gestão do calendário, na gestão do que fazer com o futebol brasileiro. Essa é a mudança que exigimos no futebol brasileiro", concluiu.

Dunga desmente Modesto e diz que avisou Dorival sobre a convocação (Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
Dunga desmente Modesto e diz que avisou Dorival sobre a convocação (Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Outro Lado

De acordo com Dunga, que também passou pelo tapeta vermelho do hotel, o aviso sobre as convocações foi dado a Dorival Júnior. Este levou a informação para o diretor de futebol do Peixe, Dagoberto dos Santos, que não teria repassado a mensagem para Modesto.

"Não posso responder porque os clubes não falaram nada. Com quem falamos, ficaram contentes. Vamos ver o que dizem. Falamos com o presidente, com o treinador, todos entenderam que é um momento de valorização dos jogadores. Se não chamamos, também, o pessoal reclama. É um reconhecimento do bom trabalho do Santos. Fizemos um outro campeonato em cima do calendário. Temos que pensar bem para que tenhamos as datas", declarou o técnico da Seleção Brasileira.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?