Futebol/Bastidores

Prazo para Santos se explicar na Justiça termina nesta segunda-feira

Do correspondente Tiago Salazar - Santos , SP -
19/01/2015 08:10:00

Em: Bastidores, Futebol, Região Sudeste, Santos

A diretoria santista foi surpreendida nas últimas duas semanas com ações na Justiça de sete jogadores por causa dos salários atrasados. Modesto Roma Jr assumiu a presidência no início do mês, mas está tendo que lidar com a ‘herança’ deixada pelo ex-presidente Odílio Rodrigues. E esta segunda-feira é a data limite para o clube se explicar na Justiça do Trabalho.

O Peixe terminou 2014 sem pagar os salários de outubro, novembro, dezembro, além do 13º, férias e FGTS. Semana passada, os salários de outubro e novembro referentes ao registro em carteira (CLT) foram quitados junto com o FGTS, e Modesto pediu três meses para levantar recursos e sanar o restante da dívida, lembrando que os direitos de imagem seguem atrasados desde outubro.

A situação fez com que Arouca, Mena, Aranha, Felipe, Renê Junior, Matheus Índio e Leandro Damião entrassem com um processo solicitando inclusive a liberação imediata para atuar por outra equipe. Mena foi o único a ter sucesso através de uma liminar e já se desligou o time de Vila Belmiro – deve acertar com o Cruzeiro –, que ainda tenta derrubar o recurso.

Aranha e Arouca – ambos apalavrados com o Palmeiras – tiveram duas liminares negadas e terão que aguardar as audiências sobre o caso. A do goleiro está marcada para o dia 21 e a do volante dia 30. Leandro Damião, atualmente emprestado ao Cruzeiro, busca a rescisão contratual e uma indenização milionária.

Santos tem até esta segunda para ir a Justiça do Trabalho e justificar o atraso no pagamento dos salários
Santos tem até esta segunda para ir a Justiça do Trabalho e justificar o atraso no pagamento dos salários – Credito: Divulgação/Santos FC




×
Quer receber notícias do Santos?