Levir vê jogo ‘físico’ e vibra com vantagem do Santos: “Agora é nossa vez”

Santos, SP
14/09/2017 00:17:18

Em: Futebol, Libertadores, Notícias, Santos

Os torcedores do Santos sofreram bastante na noite desta quarta-feira. Tomando pressão desde o início, o Peixe conseguiu segurar o ímpeto do Barcelona de Guaiaquil e saiu do Equador com um empate em 1 a 1, pela ida das quartas de final da Libertadores.

Para o técnico Levir Culpi, o resultado foi muito bom, já que o alvinegro chegou poucas vezes ao ataque nesta quarta e ainda contou com o brilho de Vanderlei, que fez três belas defesas e salvou a equipe santista.

“O que vimos foi um jogo extremamente físico, baseado nas bolas de linha de fundo e cruzamentos, principalmente do Barcelona. Não tivemos muitas oportunidades, mesmo assim tivemos duas ou três ótimas chances no primeiro tempo. Sofremos um gol de bola parada. Estou muito feliz com o empenho dos jogadores. Todos se entregaram e deram 100%. Se pensarmos no equilíbrio que é a Libertadores, a vantagem é muito boa”, explicou o comandante em entrevista coletiva após o duelo.

Bruno Henrique marcou o gol do Santos nesta quarta-feira, contra o Barcelona de Guaiaquil (Foto: AFP)

Com o empate, o Santos leva uma pequena vantagem para o confronto de volta, que acontece na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro. Uma vitória simples ou um empate em 0 a 0 garantem o alvinegro na semifinal. Caso a partida termine em 1 a 1, a decisão será nos pênaltis.

“Agora é nossa vez, vamos jogar em casa, com nossa torcida. Foi impressionante a presença do torcedor, o campo ficou muito bonito, mas agora é nossa vez. Vamos jogar em casa, com a torcida do lado e se tivermos a torcida podemos render ainda mais”, completou Levir.