Ledesma nega problema de adaptação ao Santos e avisa: “Quero jogar”

São Paulo, SP

15-11-2015 14:42:56

Apresentado há dois meses, o volante argentino naturalizado italiano Cristian Ledesma entrou em campo apenas duas vezes pelo Santos. Mas, apesar disso, o atleta de 33 anos nega problemas de adaptação ao futebol brasileiro e manda recado ao treinador Dorival Júnior de que quer jogar.

“Creio que posso contribuir com minha experiência e entusiasmo. Vim com 32 anos (completou 33 no dia 24 de setembro) e quero jogar. Vim porque considero que o Santos é uma grande oportunidade. Posso agregar muito em nível de experiência internacional e me sinto como qualquer outro jogador”, afirmou o meio-campista, que deixou a Lazio após nove anos para rumar à Vila Belmiro.

Ledesma chegou ao CT Rei Pelé pela primeira vez, em setembro, fora de seu condicionamento físico ideal. Mas aos poucos foi retomando sua melhor forma e ganhou oportunidades nas partidas contra Goiás e Figueirense (31ª e 32ª rodadas do Brasileirão).

Mesmo sem atuar desde o dia 24 de outubro, o estrangeiro já ganhou elogios do técnico Dorival Júnior, que o definiu como “um jogador inteligente, que joga com um toque só na bola e ainda pode acrescentar muito para o Santos”. Mas é difícil conseguir um espaço na atualmente encaixada equipe santista, quarta colocada no Campeonato Brasileiro e finalista da Copa do Brasil.

“O desafio é muito grande, diferente do que eu vinha fazendo. Para mim é novo ficar longe da família, mas a adaptação não é problema. O grupo me acolheu muito bem. É difícil, mas não mais do que quando fui para a Europa com 17 anos”, ressaltou Ledesma, que ainda fez questão de elogiar o Peixe. “Não cheguei a conhecer outros times no Brasil, mas gostei muito da união desse grupo. Trabalham com muito entusiasmo.”

Provavelmente fora dos planos de Dorival para o duelo desta quinta-feira, contra o Flamengo, pelo fato de o elenco estar descansado após pausa para as Eliminatórias, o volante pode ter mais oportunidades a partir do próximo domingo, quando o Santos pega o Coritiba. Desse dia em diante, serão cinco jogos em duas semanas, considerando as finais da Copa do Brasil e as três últimas rodadas do Brasileirão. Assim, para evitar desgaste, é possível que alguns reservas sejam utilizados.

Deixe seu comentário