Independiente faz pressão, mas Santos não teme punição por escalar Kaio Jorge

Lucas Musetti Perazolli - Santos,SP

16-07-2021 14:21:45

O Independiente faz pressão na Conmebol, mas o Santos não teme punição por ter escalado Kaio Jorge na vitória por 1 a 0 na última quinta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das oitavas de final da Sul-Americana.

Kaio recebeu três cartões amarelos nesta edição da Libertadores da América, antes da eliminação do Peixe. A suspensão pelo acúmulo de advertências, porém, não é transferida para a Sul-Americana.

O Santos enviou ofícios para a Conmebol e confirmou a possibilidade de Kaio Jorge atuar. Alison, em contrapartida, ficou fora por ter sido punido com dois jogos de suspensão pela expulsão contra o The Strongest (BOL), pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. O Peixe recebeu sinal positivo para Kaio Jorge e negativo para Alison.

O  Santos se baseia no Artigo 75.3 do Código de Disciplina da Conmebol: "A suspensão imputada a um jogador, por acúmulo de cartões amarelos, em diferentes partidas em uma mesma competição, em nenhum caso será transferida para outra competição".

O Independiente reclama na Conmebol com base em um artigo do "Processos Administrativos" do "Manual de Clubes".

"Os jogadores que através da edição atual da Libertadores se classificarem para a Sul-Americana do mesmo ano, que se encontrem com sanções pendentes de cumprimento, como consequência de expulsões ou qualquer tipo de sanção recebida de órgãos judiciais, deverão cumprir obrigatoriamente essas punições no mesmo ano da Sul-Americana".

Esse trecho utilizado pelos argentinos, porém, se refere a punições, e não ao acúmulo de cartões amarelos. Dessa forma, o Santos está tranquilo e não teme o mesmo desfecho de 2018, quando escalou Carlos Sánchez de forma irregular e o 0 a 0 contra o mesmo Independiente em Avellaneda virou 3 a 0 na ida das oitavas de final da Libertadores. O Peixe acabou eliminado após novo 0 a 0 no Pacaembu.

O departamento jurídico trata a situação como "gato escaldado" e por isso não se baseou apenas no regulamento e enviou ofícios para a Conmebol para se resguardar. O clube já imaginava essa pressão do Independiente.

"O Santos FC esclarece que o atacante Kaio Jorge estava apto a jogar diante do Independiente, da Argentina, pela Conmebol Sul-Americana, na quinta-feira, dia 15, na Vila Belmiro. Para evitar qualquer dúvida, o Clube formalizou consultas oficiais à Conmebol em relação à escalação dos atletas Kaio Jorge e Camacho. Nas duas situações, a resposta da entidade, como o Santos já esperava, foi positiva em relação à escalação dos atletas.

Kaio Jorge levou o terceiro amarelo na última partida do Clube pela Conmebol Libertadores, contra o Barcelona, no Equador, mas pelo artigo 75.3 do Código Disciplinar da Conmebol – “a suspensão imputada a um jogador, por acúmulo de cartões amarelos, em partidas distintas, em uma mesma competição, em nenhum caso será transferida para a outra competição”.

Já no caso de Camacho, o Santos FC está amparado pelo artigo 3.7.4.1 do Manual de Clube da Conmebol Sul-Americana. O Santos FC reitera que tanto o Departamento de Futebol, quanto o Departamento Jurídico, tiveram todo o cuidado prévio em cada situação, a fim de evitar prejuízos ao Clube", disse o Santos, por meio de nota oficial.

Deixe seu comentário