Expulso com 18 minutos em campo, Elano teria chamado juiz de 'folgado'

Do correspondente Vitor Anjos - Santos,SP

25/09/16 | 17:47

Juiz relatou na súmula as declarações que resultaram na expulsão de Elano (Foto: Ricardo Saibun/ Santos FC)
Juiz relatou na súmula as declarações que resultaram na expulsão de Elano (Foto: Ricardo Saibun/ Santos FC)

Após Vitor Bueno sentir fortes dores no músculo adutor da coxa esquerda e pedir para ser substituído, o técnico Dorival Júnior chamou Elano no banco de reservas, na derrota santista para o Sport por 1 a 0, neste sábado, na Ilha do Retiro, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, a participação do experiente jogador no duelo durou cerca de 18 minutos. Depois de reclamar duas vezes, o meia acabou expulso pelo árbitro Elmo Alves Resende Cunha.

Leia mais:

Punido após reclamação, Dorival evitar culpar juiz por derrota

Lesionados, Gustavo Henrique e Vitor Bueno serão avaliados no Santos

Na súmula da partida, o juiz relatou que Elano o chamou de folgado depois de pedir uma advertência ao atleta adversário e por isso resolveu mostrar o cartão vermelho.

"Após receber um cartão amarelo por reclamação contra a arbitragem, reclamar de forma acintosa e grosseira, novamente dizendo as seguintes palavras: 'você é muito folgado, folgado demais, tinha que dar amarelo para ele'. Informo-vos que no primeiro cartão amarelo o atleta disse: você tem que dar amarelo para ele, gesticulando com a mão pedindo cartão amarelo para o atleta adversário", escreveu o árbitro.

Quando Elano entrou no gramado, o Santos era melhor na partida e pressionava o Sport em busca do empate. Porém, com a expulsão do meia de 35 anos, aos 27 minutos do segundo tempo, o Peixe acabou perdendo a força ofensiva e não conseguiu igualar o marcador em Pernambuco.

O atleta, que substituiu Vitor Bueno aos nove minutos da etapa final, ainda levou alguns minutos para deixar o gramado da Ilha do Retiro, inconformado com a expulsão.

Deixe seu comentário