Ex-Santos, Zé Love relembra quando quase foi contratado pelo Milan

São Paulo, SP

24-11-2021 15:07:46

Ex-Santos, o atacante José Eduardo, mais conhecido como Zé Love, relembrou quando quase foi contratado pelo Milan. Na época, o desfecho negativo da negociação deu o que falar com uma suposta frase do atacante alegando que, como venceu a Libertadores, não fazia testes antes de assinar com outra equipe. Zé deu sua versão da história.

"Eu jamais recusaria o Milan. Jamais. Eu saí do Santos, eu estava em uma pegada de muitos jogos, fui quem mais jogou no ano, não era poupado. Eu cheguei na Itália com o acúmulo de jogos e ao invés de fazer recuperação, eu já fui direto para a pré-temporada", disse Zé ao SantosCast, explicando seu processo de chegada Genoa na temporada 2011/2012.

"Assim que cheguei, tive uma fratura na tíbia, fiquei oito meses parado, isso com 10 dias na Itália. Depois disso acabou a temporada, acabei jogando um jogo ou outro. Na temporada seguinte, comecei fazendo gol. Em seis jogos, tinha feitos uns oito gols na pré-temporada."

"Nesse período, o Adriano Galliani (executivo do Milan na época) estava assistindo a um jogo meu. Eu fiz dois gols e no outro dia, quando cheguei no CT, o roupeiro falou que eu tinha que subir para a sala da diretoria. Já pensei que seria mandado embora (risos). Fui com cara triste. Cheguei lá, ele falou que eu seria emprestado para o Milan. Na época, o Berlusconi (proprietário do Milan) tinha sido preso e o clube estava sem grana. Eu assinei o contrato de empréstimo e viajei pra Milão com meu empresário", continuou.


"Cheguei no hotel, marcamos um jantar com a diretoria e o técnico. Sentamos na mesa, não entendi nada que eles falavam (risos). E meu empresário falou que eles (Milan) estavam tentando trazer o Bojan, do Barcelona. Caso não desse certo, eu seria contratado. Eu estranhei, pois assinei o contrato." O empresário de Zé queria que ele ficasse em Milão por mais uns dias, esperando o desfecho da "novela".

"Aí eu pensei... Estava um ano parado, vivendo minha melhor fase no clube, era titular, tinha jogo no sábado... Achei melhor ir embora. Voltei, peguei o motorista, treinei e já fui para o jogo do Genoa. A hora que cheguei no vestiário, tive que subir de novo. Aí me afastaram, chorei, perguntei o porquê... Falaram que eu desrespeitei a ordem do presidente. Fiquei seis meses treinando sozinho às 11 horas da manhã. Aí eu taquei o f******, decidi viver a vida, comprei uma lamborghini...(risos).

Sobre a polêmica frase sobre os testes, Zé se defendeu. "Não tem como eu fazer o teste em um clube com contrato no outro, mas para vender manchete falaram aquilo."

Zé Love foi importante para o Santos em 2011, nas campanhas do título paulista e da Libertadores daquele ano. Ao todo, o atacante marcou 26 gols em 81 jogos pelo Peixe. Com 34 anos, Zé está atualmente no Brasiliense.

Deixe seu comentário