Futebol

Em meio a conflitos, Santos pede paz mundial e relembra quando paralisou guerra

São Paulo , SP
03/01/2020 14:12:15

Em: Futebol, Notícias, Santos, Times

Na tarde desta sexta-feira, o Santos publicou em sua conta oficial do Twitter uma mensagem de paz, em meio aos conflitos mundiais e a morte de Qasem Soleimani, comandante da Força Quds da Guarda Revolucionária iraniana, e relembrou quando parou guerras no anos 60.

“O primeiro sextou de 2020 é um pedido de paz do único clube a parar uma guerra”, diz a postagem.

Na época em que Pelé jogava com a camisa do Peixe, no final da década de 60, o Alvinegro da Vila Belmiro fazia excursões pelo mundo para arrecadar fundos e aproveitar a imagem de seu camisa 10. Porém, em fevereiro de 1969, quando fazia exibições pela África, foi necessária a travessia do Rio Congo, local de conflitos políticos. Contudo, o Governo de Brazzaville liberou a travessia do elenco santista, rumo a Kinshasa, palco de uma das partidas.

A segunda foi na Nigéria, em plena época da Guerra Civil Nigeriana. Um jogo na cidade de Benin fez com que se paralisasse as disputas para acompanhar Pelé e todo o time brasileiro.

Não é a primeira vez que o Santos se posiciona à favor da paz.

Ads – Rodapé Posts




×
Quer receber notícias do Santos?